sábado, 27 de março de 2021

Sonda capta o início da primavera em Saturno

 A primavera não acontece apenas na Terra. Ela também acontece em alguns de nossos planetas vizinhos do Sistema Solar.

© Saturno na época do equinócio de primavera: visão deslumbrante. Crédito: Nasa/JPL/Space Science Inst...

Dos inúmeros equinócios que Saturno viu desde o nascimento do Sistema Solar, este, capturado aqui em um mosaico de luz e escuridão, é o primeiro testemunhado de perto por um emissário da Terra – a sonda Cassini, nesta imagem de 2009.

A partir do nosso planeta, a visão dos anéis de Saturno durante o equinócio é extremamente reduzida e limitada. Mas na órbita de Saturno, a Cassini não teve esses problemas. De 20 graus acima do plano dos anéis, a câmera grande angular da Cassini fez 75 exposições em sucessão para este mosaico mostrando Saturno, seus anéis e algumas de suas luas um dia e meio após o equinócio exato de Saturno, quando o disco do Sol estava exatamente acima do equador do planeta.

Imagens trabalhadas

No equinócio, as sombras dos anéis de Saturno são comprimidas em uma única faixa estreita projetada no planeta, como pode ser visto neste mosaico. Nesse momento tão próximo do equinócio, a iluminação dos anéis pela luz do Sol refletida no planeta domina amplamente qualquer luz solar fraca que incida sobre os anéis. Consequentemente, a metade dos anéis à esquerda iluminada pelo brilho do planeta está, antes do processamento, muito mais brilhante do que a metade à direita. À direita, são apenas as partes estendidas verticalmente dos anéis que captam qualquer luz solar significativa.

Sem nenhum aprimoramento, os anéis seriam essencialmente invisíveis neste mosaico. Para melhorar sua visibilidade, a metade escura (direita) dos anéis foi iluminada em relação à metade mais brilhante (esquerda) por um fator de três. Então, todo o sistema de anéis foi clareado por um fator de 20 em relação ao planeta. Portanto, a metade escura dos anéis está 60 vezes mais brilhante, e a metade brilhante, 20 vezes mais brilhante, do que teriam aparecido se todo o sistema, incluindo o planeta, pudesse ter sido capturado em uma única imagem.


Fonte:MSN e Revista Planeta



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados