quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Sonda oferece vista inédita e impressionante de Vênus

 A sonda Parker Solar Probe, da Nasa, capturou vistas deslumbrantes de Vênus durante seu sobrevoo do planeta em julho de 2020.

© Imagem de Vênus feita pela Parker Solar Probe em julho de 2020. Algumas das características vistas p...

Embora o foco da Parker Solar Probe seja o Sol, Vênus desempenha um papel crítico na missão. A espaçonave passa por Vênus sete vezes ao longo de sua missão de sete anos, e usa a gravidade do planeta para ajustar sua órbita. Essas “ajudas” da gravidade de Vênus permitem que a Parker Solar Probe voe cada vez mais perto do Sol em sua missão de estudar a dinâmica do vento solar perto de sua fonte.

Mas – junto com a dinâmica orbital – essas passagens também podem render algumas visualizações únicas e até inesperadas do Sistema Solar interno. Durante a terceira ajuda de gravidade de Vênus à missão em 11 de julho de 2020, o gerador de imagens de campo amplo da Parker Solar Probe (WISPR) capturou uma imagem impressionante do lado noturno do planeta a 12.380 quilômetros de distância.

Surpresa para a equipe

O WISPR foi projetado para obter imagens da coroa solar e da heliosfera interna em luz visível, bem como imagens do vento solar e suas estruturas à medida que se aproximam e passam pela espaçonave. Em Vênus, a câmera detectou uma faixa brilhante ao redor da borda do planeta que pode ser brilho noturno (nightglow) – luz emitida por átomos de oxigênio na alta atmosfera que se recombinam em moléculas no lado noturno. A característica escura proeminente no centro da imagem é Afrodite Terra, a maior região montanhosa da superfície venusiana. A região aparece escura por causa de sua temperatura mais baixa, cerca de 30 graus Celsius mais fria do que seus arredores.

Esse aspecto da imagem pegou a equipe de surpresa, disse Angelos Vourlidas, cientista do projeto WISPR do Laboratório de Física Aplicada Johns Hopkins (APL) em Laurel, Maryland, que coordenou um programa de imagens do WISPR com a missão japonesa Akatsuki na órbita de Vênus. “O WISPR foi adaptado e testado para observações de luz visível. Esperávamos ver nuvens, mas a câmera olhou diretamente para a superfície.”

“O WISPR capturou efetivamente a emissão térmica da superfície venusiana”, disse Brian Wood, astrofísico e membro da equipe WISPR do Laboratório de Pesquisa Naval dos EUA na capital, Washington. “É muito semelhante às imagens adquiridas pela espaçonave Akatsuki em comprimentos de onda próximos ao infravermelho.”

Janela desconhecida

Essa observação surpreendente enviou a equipe do WISPR de volta ao laboratório para medir a sensibilidade do instrumento à luz infravermelha. Se o WISPR pode realmente captar comprimentos de onda de luz próximos ao infravermelho, a capacidade imprevista forneceria novas oportunidades para estudar a poeira ao redor do Sol e no Sistema Solar interno. Se ele não consegue captar comprimentos de onda infravermelhos extras, então essas imagens – mostrando assinaturas de características na superfície de Vênus – podem ter revelado uma “janela” até então desconhecida através da atmosfera venusiana.

“De qualquer maneira”, disse Vourlidas, “algumas oportunidades científicas emocionantes nos aguardam.”

Para obter mais informações sobre as imagens de julho de 2020, a equipe do WISPR planejou um conjunto de observações semelhantes do lado noturno venusiano durante o último sobrevoo de Vênus feito pela Parker Solar Probe, em 20 de fevereiro de 2021. Os cientistas da missão esperam receber e processar esses dados para análise pelo fim de abril.

“Estamos realmente ansiosos por essas novas imagens”, disse Javier Peralta, cientista planetário da equipe da Akatsuki. Foi ele quem sugeriu pela primeira vez uma parceria da Parker Solar Probe com a Akatsuki, que está orbitando Vênus desde 2015. “Se o WISPR puder sentir a emissão térmica da superfície de Vênus e o nightglow – muito provavelmente do oxigênio – no arco do planeta, poderá fazer contribuições valiosas para os estudos da superfície venusiana.”

Fonte:Revista Planeta e MSN



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados