sábado, 27 de fevereiro de 2021

Organizações humanitárias pedem que Hamilton boicote o GP da Arábia Saudita

Dan Istitene/F1 via Getty Images

Lewis Hamilton recebeu uma carta assinada por 45 organizações humanitárias pedindo que boicotasse o GP de Jeddah, na Arábia Saudita. A Fórmula 1 tem planos de expandir a temporada para o Reino Saudita neste ano de 2021. As organizações citam que o país é um dos que mais desrespeita os direitos das mulheres e que, atualmente, promove uma crise humanitária financiando uma guerra no Iêmen.

O GP está marcado par a início de dezembro, mas os esforços para encorajar o boicote do atual campeão da Fórmula 1 começam desde já. Na carta, organizações como Codepink, Aliança pela Justiça Global e Serviços Internacionais pelos Direitos Humanos relembram o ativismo de Hamilton ao longo do ano de 2020 e pedem que o piloto continue com suas manifestações.

- Como organizações profundamente preocupadas com as violações dos direitos humanos no Reino da Arábia Saudita, pedimos que você (Hamilton) reconsidere sua participação na corrida a ser realizada na Arábia Saudita em 2021. (...) Mas se isso não for possível, por causa de compromissos anteriores, pedimos que você faça uma declaração na corrida. - Afirma a carta

A escolha da Arábia Saudita como nova casa da Fórmula 1 vem gerando polêmicas. Tanto a organização do evento quanto a Realeza Saudita afirmam que a corrida não vai servir de cortina de fumaça para esconder as críticas ao país.


Fonte:ge


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados