sábado, 27 de fevereiro de 2021

Manaus vence Fast, vai à Copa do Brasil e pega Penarol na busca pelo tetra

 O Manaus FC segue vivo na briga pelo tetracampeonato amazonense que não acontece desde o Rio Negro de 1990. De quebra, o time garantiu vagas na Copa do Brasil e Verde de 2021. Como já está na Série C, não brigava por vaga na Série D, que segue em aberto. O Gavião bateu o Fast por 2 a 0 neste sábado, na Arena da Amazônia, por uma das semifinais do estadual. Os dois gols saíram nos acéscimos, como Rafael Ibiapino e Diego Rosa.

Manaus x Fast

Manaus x Fast (Foto: Ismael Monteiro/Manaus)

E agora?

Classificado, o Manaus agora encara o Penarol, em jogo reservado para o dia 1 de março, às 15h30, mais uma vez na Arena da Amazônia. Não há vantagem do empate para nenhum dos clubes.

Primeiro tempo

O Manaus dominou o primeiro tempo e criou as melhores chances de gols. Logo no primeiro minuto, Gabriel Davis foi derrubado na entrada área, cobrou a falta por cima da barreira e forçou Kath fazer a primeira grande defesa do jogo. A bola ainda bateu na trave antes de sair pela linha de fundo. O Gavião ainda assutou com chutes de longa distância de Philip e Guilherme Amorim, mas ambos pararam em tarde inspirada do arqueiro adversário.

Manaus x Fast

Manaus x Fast (Foto: Ismael Monteiro/Manaus FC)

O Fast, por sua vez, tentava diminuir o ímpeto rival com faltas estratégicas. Assim, o jogo foi ficando quente pouco a pouco. Primeiro uma confusão generalizada após Bacas cometer falta em Davis, que perdeu a cabeça. Depois o próprio Bacas, homem de criação do Tricolor, passou a chamar atenção na indiscplina. Fez uma série de faltas no primeiro tempo e acabou expulso nos acréscimos.


Segundo tempo

Com um a mais, o Manaus promoveu praticamente um jogo de ataque contra defesa, mas, curiosamente, nào conseguiu levar tanto perigo ao gol de Roger Kath como no primeiro tempo. A válvula de escape era Philip, que dava trabalho pelo lado direito. No entanto, após as entradas de Jackie Chan e Rafael Ibiapino, aos 20, o Gavião passou a ser mais perigoso.

Manaus x Fast

Manaus x Fast (Foto: Ismael Monteiro/FAF)

Ainda assim, o Fast, fechado em duas linhas de quatro, não dava espaço. E o Tricolor conseguiu se segurar até os 47 minutos do segundo tempo, quando falhou e deu a primeira margem ao azar. Vinivius Barba cobrou escanteio no segundo pau, e Rafael Ibiapino, livre de marcação, abriu o marcador. Aos 51, Diego Rosa desviou um chute cruzado de Jackie Chan e deu números finais a partida.

Quem vai parar?

O Manaus não perde uma partida válida pelo estadual desde o dia 24 de fevereiro de 2019, há dois anos e três dias, quando foi derrotado por 2 a 1 para o Princesa na edição daquele ano. De lá para cá - e desconsiderando os 12 jogos invicto do estadual cancelado do ano passado - são 17 jogos sem perder, incluindo o deste sábado. Foram 13 vitórias e quatro empates no período.


Fonte:ge


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados