quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

Senador Randolfe Rodrigues visita farmacêutica que produzirá a vacina Sputnik, em busca de doses do imunizante para o Amapá

 Ascom/Senador Randolfe

Foto: Ascom/Senador Randolfe
O senador Randolfe Rodrigues (REDE) esteve, nesta quarta-feira (27), na empresa União Química, a farmacêutica brasileira que vai produzir a vacina russa Sputnik V. 

A sede da indústria fica localizada na Região Administrativa de Santa Maria, no Distrito Federal. Randolfe foi recebido pelo diretor de negócios internacionais, Rogério Rosso, que está pessoalmente acompanhando o andamento dos processos para liberar, o mais rápido possível, a distribuição do imunizante no Brasil. 

A vacina russa já está sendo utilizada para imunizar a população da Argentina, mas também está autorizada para ser distribuída em outros 11 países: Rússia, Belarus, Emirados Árabes, Hungria, Turcomenistão, Paraguai, Argélia, Bolívia, Venezuela, Palestina e Sérvia.

A União Química é o terceiro parque de produção de vacina que o senador visita em duas semanas, ele já esteve na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de janeiro, e por duas vezes no Instituto Butantan, em São Paulo. O parlamentar segue cumprindo agenda para garantir mais alternativas de vacinação aos amapaenses.

A União Química, uma das maiores indústrias farmacêuticas da América Latina, foi fundada há 84 anos e tem capacidade para produzir 10 milhões de doses em seu parque produtivo, em Santa Maria.  A produção da vacina no Brasil foi solicitada à Anvisa no dia 15 de janeiro.

O senador Randolfe vai enviar ofício aos prefeitos do Amapá e ao Governo do Estado, convidando-os a conhecer o parque de produção da União Química.

“É importante que cada gestor, além de formalizar à indústria o interesse em adquirir o imunizante, também façam reserva de quantidade da vacina assim que possível”, disse.

A preocupação do senador é amenizar o quanto antes o receio da população que teme faltar vacina a todos. “Vamos continuar na luta para conseguir, o mais rápido possível, que a vacinação chegue ao máximo de amapaenses”, complementou.

Fonte:A Gazeta do Amapá

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados