quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

Secretários e dois funcionários são indiciados pela morte de criança que tomou choque em decoração de Natal em Caldas Novas

 Por Vitor Santana

Júlia Franco morreu após levar choque em decoração de Natal em Caldas Novas — Foto: Arquivo pessoal

Júlia Franco morreu após levar choque em decoração de Natal em Caldas Novas — Foto: Arquivo pessoal

A Polícia Civil indiciou nesta quarta-feira (30) dois secretários municipais, um eletricista e um assessor pela morte de uma menina de 8 anos que levou uma descarga elétrica ao encostar na decoração de Natal de uma praça em Caldas Novas, no sul de Goiás. Segundo o delegado Rodrigo Pereira, foram encontrados vários problemas graves na montagem da estrutura que levaram ao acidente.

O secretário de Turismo, Ivan Garcia, informou que não tem conhecimento da conclusão do inquérito e do indiciamento. Os nomes dos outros indiciados não foram divulgados. 

Júlia Honória Franco morreu no dia 27 de novembro. Ela estava com a mãe, o pai, a irmã mais velha e o irmão mais novo passeando pela Praça Mestre Orlando para ver a decoração natalina. Ela, então, tocou em um arco de metal e recebeu uma descarga elétrica. A criança chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu.

O delegado disse que o trabalho feito pode ser considera com amador. “Foram achadas falhas gritantes. Não foram respeitadas normas técnicas para a montagem dessa decoração de Natal. Não tinha aterramento, disjuntores, o material usado era inapropriado. Não havia um projeto técnico, o eletricista responsável pela montagem não tinha curso, ele aprendeu a profissão fazendo”, explicou.


Pereira explicou que o eletricista é o responsável direto pela montagem. O assessor comissionado coordenava a montagem e, segundo o delegado, tinha conhecimento do material inadequado usado. A polícia apontou que os secretários foram omissos, pois tinham o poder de organizar o trabalho feito e evitado o acidente que causou a morte de Júlia. Os quatro vão responder em liberdade.

Menina sofre descarga elétrica e morre após tocar em estrutura da decoração de Natal — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Menina sofre descarga elétrica e morre após tocar em estrutura da decoração de Natal — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Acidente

A mãe de Júlia, a empresária Rejainy Honória de Almeida, conta que tirou uma foto da filha em torno de 30 minutos antes de ela sofrer a descarga elétrica.

"Júlia estava toda feliz. Quando as crianças estavam brincando perto de uma estrutura metálica onde vai ser feito um túnel de luzes, ela colocou a mão nesse túnel e ficou com a mãozinha dela grudada ali", disse a mãe da criança.

Rejainy conta ainda que, ao ver Júlia tomando choque, a irmã mais velha da menina tentou ajudar a garota e segurou na mão dela. Porém, ao perceber a corrente elétrica, conseguiu se soltar e se afastar.

“A tragédia não foi maior porque minha outra filha conseguiu tirar a mãozinha. Se ela tivesse ficado segurando a Júlia, ela poderia ter recebido a descarga. Tenho de agradecer porque, do jeito que foi, eu estaria chorando duas perdas", contou.



Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados