sábado, 28 de novembro de 2020

Em setembro, Globo avisou que não faria debates virtuais

 Globo

Globo avisou candidatos sobre debates virtuais (Imagem: Reprodução / Globo)

O cancelamento surpresa do debate na Globo em SP na última sexta-feira (27), levantou uma campanha na web: que a emissora fizesse o evento entre Guilherme Boulos (PSOL) e Bruno Covas (PSDB) virtualmente. Como esperado nos bastidores, o encontro remoto não aconteceu.

Em setembro, antes do 1º turno da eleição, a emissora carioca informou as campanhas que, caso um problema de saúde entre os candidatos fosse divulgado antes de uma pronta recuperação, o debate seria cancelado.

“A alternativa de fazer um debate de forma remota não é possível”, informou o canal dentro das regras estabelecidas. “Os candidatos precisam ser tratados de forma equânime e ter as mesmas condições, e o público precisa perceber isso”, destacou.

“Um candidato pode injustamente ser acusado de estar com ponto eletrônico, de estar recebendo ajuda de assessores, por exemplo”, justificou. Lembrando que todas as campanhas concordaram com as regras.

“A transmissão pode cair num momento importante do debate, e a Globo ser injustamente acusada de ser a culpada ou, da mesma forma, e também de forma injusta, o candidato ou sua campanha serem acusados de terem provocado a interrupção para fugir de um momento difícil”, concluiu.


Fonte:RD1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados