quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Marcelo Tas recorda processo de Bolsonaro e desabafa sobre treta com Rafinha Bastos

Marcelo Tas
Em entrevista, Marcelo Tas fala de briga judicial com Bolsonaro (Imagem: Reprodução – SBT / Montagem – RD1)


Marcelo Tas usou a sua entrevista para o Pânico, na rádio Jovem Pan, para comentar sobre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e um processo movido pelo “capitão” contra ele durante a eleição de 2018. O apresentador da TV Cultura aproveitou e abriu o jogo sobre a suposta rixa com Rafinha Bastos.
“Na campanha ele me processou por uma entrevista que eu dei para o Rica Perrone. Ele me processou na época com a intenção de me calar e isso não é bonito. Ele me deve R$ 2 mil reais. O Oficial de Justiça não passou lá ainda”, brincou sobre o político.
Para o entrevistado, a derrota do presidente na Justiça serviu como um aviso para os outros políticos. “[A] Derrota do Bolsonaro mostra o que o político não deve fazer, que é calar opiniões”, advertiu.
O famoso desconversou sobre a importância do CQC na eleição. “O papel que nós tivemos foi trazer o debate da política para uma juventude que estava longe da política. O CQC não fez mal, trouxe gente para o debate, quem tem que melhorar o debate somos nós que fazemos parte dele”, avaliou.
Em conversa com Emilio Surita, Marcel0 Tas tratou a suposta briga com Rafinha Bastos na esportiva. Tudo começou quando o comediante chamou o ex-colega da Band de “careca da Havan”, em referência ao empresário Luciano Hang. “A inveja é uma me**. Nós somos bonitos e o Rafinha quis me botar como um homem feio. Ele é um cara que eu admiro, está totalmente perdoado”, garantiu.
Confira:

Fonte:RD1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados