quarta-feira, 29 de julho de 2020

Para ajudar Alexander Albon, RBR traz de volta engenheiro de Ricciardo e Webber

Enquanto Max Verstappen vive um cenário estável na RBR, com dois pódios em 2020, seu colega Alexander Albon enfrenta mais dificuldades para se consolidar na equipe na temporada atual. A partir do GP da Inglaterra, porém, o tailandês contará com um apoio extra: o retorno de Simon Rennie, engenheiro de Mark Webber em 2013 e de Daniel Ricciardo durante sua passagem pela equipe.

Alexander Albon faz sua segunda temporada pela RBR — Foto: Getty Images
Alexander Albon faz sua segunda temporada pela RBR — Foto: Getty Images
Ao lado do engenheiro, Daniel Ricciardo construiu números sólidos na equipe austríaca. Foram sete vitórias, 29 pódios e três pole positions entre 2014 e 2018, quando o australiano decidiu migrar para a Renault. Mark Webber, também australiano, conquistou oito pódios em 2013, seu último ano pela RBR e o primeiro trabalhando com Simon Rennie.
Simon Rennie foi uma das principais razões que motivaram a ida de Ricciardo para a Renault. Em 2019, o engenheiro britânico mudou de função, assumindo um trabalho na fábrica da RBR em Milton keynes, na Inglaterra - vaga que fica com o atual engenheiro de Albon, Mike Lugg, substituído por Rennie.
Alexander Albon ocupa, até o momento, a quinta colocação do campeonato, atrás de Lando Norris, da McLaren, com 22 pontos. Em contraste ao colega de equipe, ele sequer chegou ao pódio nesta temporada; na prova de abertura, no GP da Áustria, abandonou a corrida quando foi tocado em uma disputa pelo segundo lugar com Lewis Hamilton.

Lewis Hamilton e Alexander Albon no GP da Áustria de 2020 — Foto: Bryn Lennon/Getty Images
Lewis Hamilton e Alexander Albon no GP da Áustria de 2020 — Foto: Bryn Lennon/Getty Images
Na etapa seguinte, na Estíria, Albon foi o quarto colocado, quase 1s atrás do companheiro. No GP da Hungria, o tailandês terminou a prova em quinto lugar, um minuto mais lento que Verstappen, que subiu ao pódio em segundo lugar. Foi no mesmo fim de semana em Hungaroring que o piloto ficou para trás no classificatório, quando não avançou ao Q3 e foi superado por uma das Williams, a de George Russell.
Na ocasião, Russell chegou a se envolver em uma polêmica com a RBR e Max Verstappen ao sair em defesa do amigo de longa data, dizendo que a equipe faz o piloto de idiota. Na definição do grid de largada, Albon chegou a reclamar por ter sido liberado para a pista em meio ao tráfego.
- Eu conheço o Alex por pelo menos 15 anos e ele é um dos melhores pilotos com quem já corremos. Max, Charles e todos nós diremos, ele sempre esteve no topo em tudo que fez. E agora não faço ideia sobre o que está acontecendo. Eu me sinto mal por ele, pois está sendo feito de idiota, coisa que não é. Ele venceu tudo que disputou, então não sei o que se passa agora, mas eles (RBR) precisam ajudá-lo a resolver - desabafou George Russell.

Embora a dupla da RBR acredite que a equipe esteja enfrentando problemas mecânicos, sobretudo no motor, a equipe ocupa a vice-liderança na classificação de construtoras, com 55 pontos, 66 a menos que a líder Mercedes. No entanto, Verstappen é o maior pontuador da equipe, com 33 contra 22 de Alexander Albon.

Fonte:ge

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados