quarta-feira, 29 de julho de 2020

GP da Itália de Fórmula 1 não terá presença de público, confirma organização

A organização do Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1 anunciou nesta quarta-feira que a prova do dia 6 de setembro não terá a presença de público. A notícia frustra os planos da categoria, que vem realizando suas primeiras etapas com portões fechados e pretendia que Monza fosse o primeiro autódromo a receber torcedores num grande prêmio em 2020. O motivo é a curva de contágio do coronavírus, considerada ainda perigosa para que um evento com público seja permitido.

Público não poderá comparecer a Monza no GP da Itália de 2020 — Foto: Getty Images
Público não poderá comparecer a Monza no GP da Itália de 2020 — Foto: Getty Images
"O Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1 de 2020 no Autódromo Nacional de Monza, de 4 a 6 de setembro, será realizado a portas fechadas, ou seja, sem espectadores. Os ingressos já comprados serão reembolsados ​​pelo valor total do preço de face mostrado neles.", informou a organização.
Com o anúncio, a primeira corrida de 2020 que poderá ter a presença de público é o GP da Toscana, no circuito de Mugello (Itália). Esta será a milésima corrida da Ferrari na história da Fórmula 1. No entanto, ainda não está confirmada a permissão de torcedores, e tudo dependerá da decisão do governo daquela região da Itália. E, mesmo assim, há a possibilidade de apenas italianos serem autorizados a estar no autódromo.

Até agora, o único evento que vem tendo venda de ingressos é o GP da Rússia, em Sochi, marcado para o dia 27 de setembro. Outra corrida que poderá ter presença de torcedores é o GP do Eifel, em Nürburgring (Alemanha), no dia 11 de outubro.
Autodromo Nazionale di Monza — Foto: Divulgação
Autodromo Nazionale di Monza — Foto: Divulgação
Até agora, três corridas foram disputadas na temporada 2020, os GPs da Áustria, Estíria e Hungria, e estão confirmadas as etapas de Silverstone (duas), Barcelona (Espanha), Spa-Francorchamps (Bélgica), Monza (Itália), Mugello (Toscana), Sochi (Rússia), Portimão (Portugal) e Imola (Emilia Romagna).

Fonte:Globoesporte.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados