quinta-feira, 30 de julho de 2020

Bonner debocha de ministro e lembra polêmica em reunião ministerial de Bolsonaro

Paulo Carvalho

Bonner
Bonner alfineta Bolsonaro no JN e momento repercute na web (Imagem: Reprodução – Globo / Montagem – RD1)
Em apenas 10 segundos do JN da última quarta-feira (29), William Bonner deu conteúdo para a web colocá-lo entre os assuntos mais comentados do Twitter. Na escalada, o âncora recordou a frase polêmica do ministro Ricardo Salles na reunião ministerial de 22 de abril comandada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).
“O Governo Bolsonaro acolhe a ideia do ministro Ricardo Salles de passar a boiada durante a pandemia…”, debochou o jornalista. “E triplica o número de atos que alteram regras e normas ambientais”, completou Renata Vasconcellos.
A primeira notícia da edição, que durou apenas 30 minutos por causa do futebol, foi sobre um levantamento que mostrou que o governo colocou em prática a estratégia de Salles, de “passar a boiada” na mudança de normas e regulações do setor enquanto a imprensa está de olho na pandemia do novo coronavírus.
“O ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles foi o autor de uma das declarações de maior repercussão daquela famosa reunião ministerial do dia 22 de abril”, lembrou Bonner. “E a análise das atividades do Ministério neste ano de pandemia mostra que o Governo Bolsonaro acolheu a ideia do ministro de mudar normas e regulações ambientais enquanto a imprensa informava a população sobre a tragédia nacional da covid”, disse.
Na prática, o Governo Bolsonaro adotou a estratégia de redesenhar as regras ambientais sem passar pelo debate e votação no Congresso Nacional. Considerando os últimos cinco meses de pandemia, segundo o Instituto Talanoa, o Ministério do Meio Ambiente soltou ao menos 22 decisões inesperadas: atos que fizeram concessões ambientais e permitiram novas interpretações de leis antigas.
Internautas reagiram imediatamente após o deboche do jornalista. “O William já começa o Jornal Nacional daquele jeito”, observou um, aos risos. “O tom debochado… Ele não tá nem aí mais”, avaliou outra. “A entonação do Bonner foi de um sarcasmo e tanto”, considerou uma terceira. “10 segundo de Jornal Nacional e o William já largou um ‘passar a boiada'”, avisou mais um.
Confira a repercussão na web:


Fonte:RD1



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados