quarta-feira, 29 de julho de 2020

Bisavó se emociona em enterro do menino que foi achado afogado em lama dias após sumir: 'Vai deixar muita saudade'

Por Jonh William e Rafael Oliveira

Maria de Almeida Silva, bisavó do menino Danilo de Sousa Silva, de 7 anos, que foi asfixiado na lama de um brejo próximo à casa onde morava, em Goiânia, veio do Pará para acompanhar o enterro e se despedir do bisneto, que "vai deixar muita saudade", segundo a idosa. Agentes da Polícia Civil estiveram no velório para buscar informações que ajudem na investigação da morte.

O corpo do menino, que foi encontrado dias após a família registrar o desaparecimento, foi enterrado na tarde desta quarta-feira (29), no Cemitério Municipal Vale da Paz, em Goiânia, cercado de familiares e amigos do bairro. Durante o velório, a bisavó estava inconsolável com a perda.
"Esquecer, nós nunca vamos esquecer, mas Deus vai consolar a gente porque a aflição é muito grande", relatou emocionada.
Prima do menino, Yalla Almeida Silva disse que é difícil aceitar o que aconteceu com a criança. "Muito difícil para todo mundo, ainda mais com tudo o que ele sofreu", relatou.
Danilo Sousa gostava de brincar de bola e pipa. Era também a criança mais animada da família, e deixava alegria por onde passava, segundo Yalla.
"Ele contagiava por onde passava, todo mundo gostava dele, sempre foi muito alegre. Tinha uma vida inteira pela frente", acrescenta a prima.

 Danilo Sousa Silva, de 7 anos, desaparecido em Goiânia, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Danilo Sousa Silva, de 7 anos, desaparecido em Goiânia, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
A criança desapareceu após sair de casa a pé para visitar a avó, que mora na mesma rua, no bairro Parque Santa Rita, no último dia 21. O corpo foi encontrado em um matagal próximo à casa dele, com indícios de violência sexual, seis dias depois.
A Polícia Civil apura as circunstâncias da morte e já tem um suspeito na linha de investigação. A mãe e o padrasto foram autuados por abandono de incapaz pelo desaparecimento da criança.

Asfixiado na lama

A perícia feita no corpo e no local que Danilo foi encontrado apontaram que o menino foi asfixiado em lama, como explicou o gerente do Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia, o médico legista Mário Eduardo Cruz. Segundo ele, o corpo do garoto estava no local há alguns dias - entre sete e dez.
"A causa da morte a gente consegue precisar. Durante a necrópsia, nós encontramos presença de lama tanto na cavidade oral como na traqueia. Isso configura a mudança do meio respirável, então, asfixia por afogamento", explicou.

Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados