quinta-feira, 21 de maio de 2020

Imagem de supertelescópio registra sinais inéditos de nascimento de planeta

© ESO Cientistas estavam observando jovem estrela chamada AB Aurigae, que fica a 520 anos-luz da Terra, quando notaram denso disco de poeira e gás girando em torno dela.
Astrônomos acreditam ter encontrado um novo planeta bebê "nascendo".
Seria a primeira vez que imagens desse tipo são capturadas.
Os cientistas estavam observando uma jovem estrela chamada AB Aurigae, que fica a 520 anos-luz da Terra, quando notaram um denso disco de poeira e gás girando em torno dela.
No fundo desse disco de poeira e gás, eles encontraram uma estrutura em espiral com uma "torção" perto do centro, um sinal de um novo planeta sendo formado.
As imagens foram capturadas com o VLT (sigla em inglês para Telescópio Muito Grande) do Observatório Europeu do Sul. Localizado no deserto do Atacama, no Chile, o megatelescópio, o maior do mundo, é usado por astrônomos para estudar o universo.
"Milhares de exoplanetas foram identificados até agora, mas pouco se sabe sobre como eles se formam. Precisamos observar sistemas muito jovens para realmente capturar o momento de quando planetas se formam", disse Anthony Boccaletti, que liderou o estudo no Observatório de Paris, na França.
No passado, era muito difícil capturar imagens nítidas e profundas o suficiente desses discos, de forma a encontrar a marcação de "torção" que evidencia o nascimento de um planeta.

Fonte:BBC News Brasil e MSN

Nenhum comentário:

Postar um comentário