quarta-feira, 22 de abril de 2020

Facebook lança Messenger para crianças em mais de 70 novos países, incluindo o Brasil

Facebook lançou nesta quarta-feira (22) uma nova versão do aplicativo Messenger Kids, voltada especificamente para crianças.

O Messenger Kids chega para 74 países, incluindo o Brasil, com recursos específicos para crianças entre 7 e 12 anos, como a possibilidade de decorar fotos e vídeos, além de filtros, adesivos e jogos. Ele estava disponível antes apenas nos Estados Unidos, Peru, México, Canadá e Tailândia.
Sem opções de compras nem anúncios, o app é controlado pelos pais, que podem incluir funções de controle de horário e monitorar solicitações de amizade.

Versão do Messenger para crianças é lançada no Brasil. — Foto: Divulgação/Facebook
Não é necessário que a criança esteja no Facebook, já que isso violaria o Ato de Proteção a Crianças Online (Copa, na sigla em inglês), que impede que menores de 13 anos tenham contas em redes sociais. A conta é criada diretamente no Messenger Kids e não é transferida para o Facebook.
De acordo com a rede social — que realizou uma pesquisa com 5 mil pais de crianças entre 7 e 12 anos na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e México — 93% das crianças nesses países têm acesso a um smartphone ou tablet, enquanto 94% dos pais acreditam que apps de mensagem ajudam a conectar suas famílias.

Grupos e amizades moderadas

Para ajudar no monitoramento de amizades, a versão do Messenger Kids que está sendo disponibilizada nesta quarta conta com novas maneiras de ajudar os pais.
De acordo com Antigone Davis, diretora global de segurança do Facebook, os pais afirmam que gostariam de dar mais independência aos seus filhos no gerenciamento de suas listas de contatos, enquanto mantêm a supervisão parental.
"Quando uma criança realiza uma ação de amizade, os pais são notificados pelo Messenger e podem controlar qualquer nova conexão feita a partir do Painel de Controle dos Pais, onde eles poderão ver também uma lista das atividades recentes", disse Davis, em comunicado.
Outra função é permitir que a criança possa ter interação com adultos específicos pela plataforma, como um professor ou um treinador, por exemplo.
"Assim como os pais permitem que um professor ou treinador ajude seus filhos a navegar pelas amizades na sala de aula ou no time, essa nova ferramenta permite que pais aprovem de forma similar que um adulto ajude seus filhos a se conectar".

Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados