quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Facebook proíbe anúncios enganosos sobre coronavírus

O Facebook anunciou nesta quarta-feira (26) que proibirá anúncios de produtos que ofereçam curas ou algum tipo de prevenção para o coronavírus. Anúncios que criem um senso de urgência em relação à doença também serão banidos.
Entre os exemplos do que não será mais permitido, estão anúncios com alegações como "máscaras com 100% de garantia de impedir a propagação do vírus", disse um porta-voz da empresa.
Facebook afirma que irá banir publicidade enganosa sobre coronavírus. — Foto: Stephen Lam/Reuters
Facebook afirma que irá banir publicidade enganosa sobre coronavírus. — Foto: Stephen Lam/Reuters
O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA avisou a norte-americanos na terça-feira para começarem a se preparar para a disseminação do coronavírus, depois que casos surgiram em vários outros países.
O coronavírus já matou mais de 2,7 mil pessoas até agora, principalmente na China, onde está o centro da doença. Mais de 81 mil casos da doença foram confirmados em todo o mundo.
O primeiro caso no Brasil foi confirmado pelo Ministério da Saúde nesta quarta. Trata-se de um paciente que retornou da Itália, país que recentemente teve aumento no número de casos da doença.
No mês passado, o Facebook disse que removerá conteúdo relacionado ao vírus que possua "alegações falsas ou teorias da conspiração que foram denunciadas pelas principais organizações globais de saúde e autoridades locais de saúde", juntando-se a empresas como TikTok e Pinterest, que já tinham tomado atitude semelhante.

Fonte:Reuters e G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário