sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

De "probleminhas" a "monte de problemas": Hamilton se preocupa com motor em pré-temporada

Apesar de ter registrado uma boa quilometragem, ter anotado alguns dos tempos mais rápidos nos testes no circuito de Barcelona e inovado com o sistema do DAS, o hexacampeão Lewis Hamilton revelou que a Mercedes possui "um monte de problemas" a serem resolvidos, especificamente, na unidade de potência.

- Acho que tivemos um bom teste de inverno, mas não foi perfeito. Descobrimos que temos um monte de problemas que estamos tentando solucionar. Definitivamente não é um cenário tranquilo ou fácil para nós - disse o britânico.
Britânico tentou ver pontos positivos na pré-temporada da Mercedes, mas não relevou problemas no motor — Foto: Getty ImagesBritânico tentou ver pontos positivos na pré-temporada da Mercedes, mas não relevou problemas no motor — Foto: Getty Images
Britânico tentou ver pontos positivos na pré-temporada da Mercedes, mas não relevou problemas no motor — Foto: Getty Images
No início de fevereiro, às vésperas da pré-temporada, o engenheiro-chefe da Mercedes, Andy Cowell, confirmou a dificuldade na finalização da unidade de potência da equipe, porém, minimizou a situação na época, classificando como "probleminhas a serem resolvidos".
Na primeira etapa dos testes, na última semana, Valtteri Bottas chegou a sofrer com problemas elétricos que exigiram mais uma troca de motor. Ontem, a Mercedes de Lewis Hamilton sofreu uma pane na pressão de óleo. Nesta sexta, último dia de testes, o britânico foi o quinto mais rápido na sessão liderada pelo companheiro finlandês.
Hamilton confirmou que a Mercedes fez "duas ou três" trocas de motor ao longo dos testes, que começaram no último dia 19, com um intervalo entre os dias 21 e 26. Porém, apesar da preocupação, o atual campeão da categoria ainda vê a situação com um olhar positivo:

- Não sei quanto tempo vai levar para resolver, mas não necessariamente é algo ruim descobrir isso durante os testes. É uma preocupação? Sim, com certeza. Mas eu confio em cada pessoa que está na fábrica para fazer o melhor trabalho que puderem nas próximas duas semanas para garantir que comecemos com o pé direito.

Lado positivo

Deixando de lado a última quinta-feira pouco produtiva, o hexacampeão também fez uma avaliação de outros aspectos nos testes, como a consistência na pista e as descobertas, que considera parte do processo da pré-temporada:
- Acho que nossa performance foi muito boa em relação às voltas que demos, a quilometragem, além de ontem, o processo e as coisas que descobrimos pelo caminho. Mas não tenho ideia de onde estamos em comparação com os outros, a equipe provavelmente tem uma noção melhor disso.
Hamilton acelera carro da Mercedes em Barcelona — Foto: DivulgaçãoHamilton acelera carro da Mercedes em Barcelona — Foto: Divulgação
Hamilton acelera carro da Mercedes em Barcelona — Foto: Divulgação
Os primeiros momentos de Hamilton com o W11, carro da equipe alemã para esta temporada, também foram considerados positivos pelo piloto, que espera poder ter em mãos, já em Melbourne, o equipamento necessário para começar o ano na frente dos rivais.
- Eu me entendi bem com o carro. Estou confortável e confiante em termos de ter um carro em Melbourne, e sabendo que eu poderei atacar e extrair o máximo dele. Mas se isso será suficiente para estar à frente dos outros, ainda vamos descobrir - finalizou o hexacampeão.
A abertura do calendário oficial de 2020 da Fórmula 1 será no Grande Prêmio da Austrália, dia 15 de março, em Melbourne.


Fonte:Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário