sábado, 29 de fevereiro de 2020

Clubes brasileiros entram em acordo para pedido milionário à Globo

Globo
Times estão em busca de acordo com a Globo (Imagem: Reprodução / Globo)
Circula nos bastidores do mundo esportivo que os clubes brasileiros entrarão em conversa com a Globo para a antecipação de pagamentos de parte da premiação em meio aos rumores de uma possível mudança nos valores. De acordo com as informações do jornalista Rodrigo Mattos, do UOL, os valores dos direitos do Campeonato Brasileiro só são quitados em dezembro, após o fim do campeonato. A ideia dos dirigentes é que, na nova premiação, os times ganhem um mínimo garantido e assim recebam a quantia antecipadamente. Em 2019 houve mudanças nos contratos entre a Globo e os times da Série A. Atualmente, os dirigentes dos clubes têm reclamado de problemas no fluxo de caixa porque os pagamentos estão concentrados só no segundo semestre. Os responsáveis pelos times atribuem esse "atraso" para outro, real e preocupante: o atraso de salários na última temporada, já que as agremiação tinham menos receitas na TV no início do ano. Ainda de acordo com a reportagem, no ano passado, o contrato entre as partes apontava que 30% do valor era distribuído por posição. Só tinha direito quem chegava pelo menos na 16ª posição. Assim, os clubes só podiam receber os valores em dezembro no final do campeonato. Agora, os clubes querem uma alteração na premiação: o último ficaria com R$ 4,6 milhões pela nova tabela. Todos os valores precisam ser aprovados oficialmente, mas a maioria dos clubes já concordou. Presidente do Vasco e presidente da comissão de clubes da CBF, Alexandre Campello disse que conversará com a emissora carioca: "A gente vai conversar com a Globo. Eu estou incumbido de fazer esse trabalho. Já que existe um mínimo garantido esse fluxo pode ser distribuído ao longo do contrato. Não há possibilidade de chegar ao final e o clube não receber". A Globo prometeu que o pedido será analisado, mas não deu certeza que as exigências dos clubes serão atendidas. O entendimento do canal é de que as receitas são referentes ao Campeonato Brasileiro e, por isso, os valores devem ser pagos durante o campeonato e não antes. Curiosamente, a mudança na fórmula veio da própria Globo. Os clubes, no entanto, quando assinaram os novos contratos, sabiam que haveria mais receitas no final do ano.


Fonte:RD1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados