quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Camila María Concepción, roteirista das séries 'Gentefied' e 'Daybreak', morre aos 28 anos

Camila María Concepción, roteirista das séries 'Gentefied' e 'Daybreak', morre aos 28 anos — Foto: Reprodução/Instagram
Camila María Concepción, roteirista das séries 'Gentefied' e 'Daybreak', morre aos 28 anos — Foto: Reprodução/Instagram


Camila María Concepción, roteirista de séries como "Gentefied" e "Daybreak", morreu aos 28 anos. A morte, tratada como suicídio, aconteceu no dia 21 de fevereiro, mas foi anunciada pela imprensa internacional nesta quarta-feira (26).



 Representantes da série "Gentefied" e do Netflix confirmaram a informação e lamentaram a morte da autora, atriz e ativista trans.
"Estamos profundamente tristes por saber da morte trágica de Camila Concepción”, informou o Netflix. "Camila era uma talentosa escritora apaixonada por contar histórias, por dar voz às minorias e lutar pela representação em frente e por trás das câmeras. Ela fez ousadas e críticas contribuições para nossa indústria, mais recentemente através de seus textos em ‘Gentefied’. Seu legado se manterá vivo através de seu trabalho. Nossos pensamentos estão com sua família e amigos neste momento de perda."
"Estamos com o coração partido pela perda de Camila Concepcion. Ela foi contratada como nossa roteirista assistente, mas rapidamente ocupou espaço em nossos corações como uma irmã, roteirista e amiga", informaram representantes de "Gentefied".
Linda Yvette Chávez, autora de “Gentefied”, usou as redes sociais para lamentar a morte.
"Camila, meu amor. Não posso escrever essas palavras sem chorar. Não posso acreditar que estou escrevendo estas palavras. Porque era para você estar aqui, Camila. Você deveria estar aqui nesta quinta-feira e não estava. E eu te mandei mensagem porque eu estava preocupada porque você tinha faltado. Eu deveria ter ouvido a voz aqui dentro dizendo que alguma coisa estava errada” Meu amor, você era brilhante, poderosa. (...) Baby, você ia fazer um programa na HBO. Eu precisava desse programa. Eu precisava da sua voz. Sua história. Sua sabedoria. Seu humor feroz e destemido. Você deveria estar aqui."
Marvin Lemus, co-autor da série, também fez uma publicação no Instagram falando sobre a partida de Camila.
"Camila, estou tão bravo com você agora. Estou tão irritado porque fiquei esperando para ouvir você falar sobre o café. Fiquei empolgado para saber qual roupa incrível você usaria na estreia. Estou bravo por não ouvir você divagar sobre o que você achou do seu primeiro episódio na TV. Quando Linda e eu te conhecemos, sabíamos que você era o talento mais especial que já havíamos conhecido. Nós sabíamos que você seria enorme. Você seria maior do que apenas a assistente. Estou tão zangado com você porque sou um dos seus milhões de fãs e faria da minha missão pessoal garantir que esse mundo soubesse seu nome."
 Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário