quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Senadora ligada a Bolsonaro lembra Roberto Marinho e ameaça a Globo

Bolsonaro
Senadora Soraya Thronicke chama a Globo de criminosa (Imagem: Reprodução / Instagram)
Senadora pelo PSL do Mato Grosso do Sul, Soraya Thronicke, fiel seguidora do presidente Jair Bolsonaro, foi um dos primeiros nomes do governo que partiu para o ataque contra a Globo após a reportagem do Jornal Nacional fazendo menção ao nome do político na investigação da execução da vereadora Marielle Franco (PSOL).
A congressista lembrou o fundador da emissora, o jornalista Roberto Marinho, e fez ameaças contra a maior rede de TV do país. “Se os bons da Globo continuarem se deixar dominar pelos canalhas, o futuro pode lhes surpreender. Não foi uma ameaça do Presidente da República”, avisou Soraya.


A parlamentar chamou a Globo de criminosa e avaliou que ela não deve ter concessões. “O que têm feito é crime, e criminosos não devem ter concessões. Alguém de juízo aí tome as rédeas. Roberto Marinho deve estar se revirando no túmulo”, provocou. A informação é do site O Antagonista.
Esta não é a primeira vez que Soraya Thronicke defende Bolsonaro na web. Em agosto, ela compartilhou uma imagem de jornalistas da Globo e GloboNews, como Merval Pereira, e sugeriu que os jornalistas de lá são nazistas.
Na foto montagem, a senadora tirou os rostos de soldados da Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial e substituiu por rostos conhecidos pelo público, como os âncoras do JN, William Bonner e Renata Vasconcellos.

Fonte:RD1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados