domingo, 1 de setembro de 2019

Com gol polêmico, Santos vence a Chapecoense e dorme na liderança

Depois de três rodadas sem vitórias, o Santos se recuperou e venceu a Chapecoense por 1 a 0, na noite deste sábado, na Arena Condá, com um gol contra de Gum, em lance polêmico - na origem da jogada, Victor Ferraz recebe em impedimento. Melhor para o Santos, que volta a dormir na liderança do Campeonato Brasileiro e agora seca o Flamengo, que pega o Palmeiras neste domingo, no Maracanã, no complemento da 17ª rodada. Já a Chapecoense segue na zona do rebaixamento, com 14 pontos em 17 rodadas.
Melhores momentos: Chapecoense 0 x 1 Santos pela 17ª rodada do Brasileirão
Melhores momentos: Chapecoense 0 x 1 Santos pela 17ª rodada do Brasileirão

VAR é acionado, mas decisão de campo é mantida
Aos 33 minutos do primeiro tempo, a Chape teve um pênalti analisado pelo VAR, em disputa entre Lucas Veríssimo e Everaldo - o Bruno Arleu de Araújo (RJ) viu o lance no vídeo e resolveu manter a decisão original, de não dar o penal.
Juiz aciona o VAR e entende que não foi pênalti em Everaldo, aos 33' do 1ºT
Juiz aciona o VAR e entende que não foi pênalti em Everaldo, aos 33' do 1ºT
Déjà vu
Soteldo reclama de término do primeiro tempo durante ataque santista, aos 49' do 1ºT
Soteldo reclama de término do primeiro tempo durante ataque santista, aos 49' do 1ºT
O árbitro Bruno Arleu de Araújo (RJ) acabou o primeiro tempo antes do estipulado para acréscimos e com um jogador do Santos (Soteldo) saindo livre em direção ao gol adversário. O lance faz lembrar o santista da polêmica partida contra o Cruzeiro na Copa do Brasil no ano passado, quando Gabigol (na época, pelo Santos) partia pra cima do gol cruzeirense. 
Árbitro encerra jogo segundos antes do tempo prometido para acréscimos, com Santos no ataque
Árbitro encerra jogo segundos antes do tempo prometido para acréscimos, com Santos no ataque (Foto: reprodução)
Gol contra de Gum
Zagueiro tentou cortar o cruzamento e...
O gol de Chapecoense 0 x 1 Santos pela 17ª rodada do Brasileirão
O gol de Chapecoense 0 x 1 Santos pela 17ª rodada do Brasileirão
Primeiro tempo
O técnico da Chape, Emerson Cris, surpreendeu ao escalar um terceiro zagueiro (Rafael Pereira) ao lado dos experientes Mauricio Ramos e Gum. A ideia era se preparar para um grande volume ofensivo do Santos. Foi o que aconteceu. Com a bola, o Peixe chegava a posicionar cinco jogadores ao mesmo tempo em sua linha ofensiva, batendo de frente com os três beques e os dois alas da Chape. No lance do gol (contra, de Gum), aos 38 minutos, eram seis jogadores do Santos e sete da Chapecoense na área - demonstração de como o Peixe empurrava o adversário para trás. Vale destacar que, pouco antes, a Chape teve um pênalti analisado pelo VAR, em disputa entre Lucas Veríssimo e Everaldo - o Bruno Arleu de Araújo (RJ) viu o lance no vídeo e resolveu manter a decisão original, de não dar o penal.
Chapecoense x Santos: Derlis e Veríssimo comemoram
Chapecoense x Santos: Derlis e Veríssimo comemoram (Foto: Tarla Wolski/Futura Press)
Segundo tempo
Os técnicos mexeram radicalmente na estrutura de suas equipes. O primeiro foi Jorge Sampaoli: tirou um atacante (Derlis González) e um lateral-esquerdo (Felipe Jonatan) para colocar um cabeça-de-área (Alison) e um meia (Carlos Sánchez). A ideia era povoar o meio-campo. Na sequência, Emerson Cris trocou um zagueiro (Rafael Pereira) por um atacante (Henrique Almeida). A Chape foi pra cima, e o Santos passou a explorar mais os contra-ataques. Sasha teve duas chances claras para matar o jogo aos 25 e aos 28 e desperdiçou ambas. Emerson, então, colocou mais um atacante (Aylon entrou na vaga de Camilo) e um meia (Diego Torres no lugar do zagueiro Gum). Era pressão total da Chape em cima de um Santos que raramente joga fechadinho. No final, desta vez o Santos conseguiu segurar a vitória, recuperando-se do tropeço (3 a 3 com o Fortaleza em casa) da rodada anterior.
Chapecoense pressionou o Santos no segundo tempo
Chapecoense pressionou o Santos no segundo tempo (Foto: Tarla Wolski/Futura Press)
O que vem por aí
Os dois times voltam a jogar no domingo: o Santos recebe o Athletico-PR às 16h na Vila Belmiro, e a Chapecoense encara o CSA às 19h em Maceió. Soteldo comemora o gol contra de Gum: Chapecoense 0 x 1 Santos
Soteldo comemora o gol contra de Gum: Chapecoense 0 x 1 Santos (Foto: LIAMARA POLLI/AM PRESS & IMAGES/ESTADÃO CONTEÚDO)
Estatísticas
Posse de bola: Chapecoense 50% x 50% Santos
Finalizações: 9 x 10
Chances reais de gol: 2 x 6
Bolas alçadas na área: 22 x 7
Escanteios: 5 x 5
Faltas: 16 x 19
Impedimentos: 1 x 3

Fonte:Globoesporte.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados