quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Fórmula 4 recebe aval da CBA para estreia no Brasil; categoria dará pontos para "Superlicença" da F1

Fórmula 4 recebe aval da CBA para estreia no Brasil; categoria dará pontos para
Reprodução

A Fórmula 4 recebeu aval da CBA para estreia no Brasil a partir de 2020. A categoria, escada para a F1, será chancelada pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e seguirá o regulamento internacional, valendo pontos para o obtenção da superlicença da categoria máxima do automobilismo. O acordo foi firmado entre a CBA e a F/Promo Racing, empresa que já organiza as competições de Fórmula Vee no Brasil.

- A Fórmula 4 é a principal porta de entrada para pilotos que almejam seguir carreira em monopostos em todo o mundo, e o primeiro passo para quem quer chegar à Fórmula 1. É uma grande oportunidade para os jovens pilotos do kart e para quem quer começar a carreira nas pistas, e com a vantagem de não ter que deixar o país para isso. A CBA apoia iniciativas que possibilitem o surgimento de novos talentos no automobilismo brasileiro - afirma Waldner Bernardo de Oliveira, presidente da CBA
Junto com o aval para a sua primeira temporada, a Fórmula 4 anuncia também o pré-calendário para sua primeira temporada, no ano que vem. A princípio serão oito etapas, com provas em Interlagos, Velo Città (SP), Goiânia (GO) e Velopark (RS). Cada etapa terá três corridas, seguindo modelo e regulamento adotados no exterior pela F4.
As datas previstas são:
1ª etapa: 24 a 26 de abril, em Interlagos (SP)
2ª etapa: 22 a 24 de maio, em Goiânia (GO)
3ª etapa: 19 a 20 de junho, no Velopark (RS)
4ª etapa: 10 a 12 de julho, no Velo Città (SP)
5ª etapa: 14 a 16 de agosto, em Goiânia (GO)
6ª etapa: 18 a 20 de setembro, no Velo Città (SP)
7ª etapa: 23 a 25 de outubro, no Velopark (RS)
8ª etapa: novembro, em Interlagos (SP), em data a ser definida, com possibilidade de ser preliminar da Fórmula 1, como acontece em outros países.
Para ter a homologação da FIA e valer pontos para a superlicença da Fórmula 1, os carros serão importados, dentro das especificações exigidas pela Federação Internacional. O campeão leva 12 pontos na superlicença. São necessários 40 pontos em três anos para obter a permissão para guiar os carros mais rápidos do mundo.
Nesta primeira temporada, a ideia é ter entre 12 e 15 carros, todos na versão atualizada de 2020. E a um custo mais barato que os campeonatos equivalentes da Europa e EUA
- A princípio, vamos trazer 12 a 15 carros. E já começamos a selecionar os primeiros pilotos para participar da temporada inaugural”, afirma Flávio Menezes, diretor da F/Promo Racing. Entre os pilotos da nova categoria está João Pedro Maia, 14 anos, atual líder do Campeonato Paulista de Fórmula Vee. Ele foi o primeiro a confirmar participação na competição. A Fórmula 4 no Brasil terá carros na versão 2020, com o que há de mais moderno na categoria, e será ainda mais barata do que na Europa ou nos EUA. O piloto brasileiro terá aqui as mesmas condições que encontraria lá fora, por um preço mais baixo e ainda com a mesma pontuação na superlicença - afirma Andrey Valério, diretor esportivo da categoria.
Pontuação para a superlicença FIA na Fórmula 4:
Campeão: 12 pontos
Vice-campeão: 10 pontos
Terceiro colocado: 7 pontos
Quarto colocado: 5 pontos
Quinto colocado: 3 pontos
Sexto colocado: 2 pontos
Sétimo colocado: 1 ponto

Fonte:Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados