domingo, 31 de março de 2019

São Paulo e Palmeiras empatam sem gols no primeiro jogo da semifinal do Paulistão; pênalti é anulado pelo VAR

São Paulo e Palmeiras empataram por 0 a 0 no começo da noite deste sábado, no Morumbi, no primeiro clássico valendo vaga na final do Campeonato Paulista. Foi um bom jogo, com chances de lado a lado, bolas no travessão e pênalti cancelado para o Palmeiras após consulta ao VAR. A intensidade, porém, não se refletiu no placar, e as duas equipes vão a campo no domingo, dia 7 de abril, precisando de uma vitória simples para alcançar a decisão – contra Corinthians e Santos, que fazem a outra semifinal. Novo empate leva a disputa pela vaga aos pênaltis. 
Melhores momentos: São Paulo 0 x 0 Palmeiras pela semifinal do Campeonato Paulista
Melhores momentos: São Paulo 0 x 0 Palmeiras pela semifinal do Campeonato Paulista


VAR em ação
Aos 37 minutos do primeiro, o árbitro Vinicius Furlan marcou pênalti de Reinaldo, do São Paulo, em cima de Dudu, do Palmeiras. Depois de escutar os árbitros de vídeo, porém, ele decidiu rever o lance no monitor. E anulou o pênalti aos 41 minutos. 
Central do apito: Sandro Meira Ricci comenta pênalti anulado para o Palmeiras
Central do apito: Sandro Meira Ricci comenta pênalti anulado para o Palmeiras
Tabu em jogo
As duas equipes voltam a se enfrentar às 16h do domingo, na Arena do Palmeiras. E o São Paulo tem um enorme tabu a enfrentar: foram sete clássicos no estádio, com sete vitórias palmeirenses. O time alviverde tem compromisso antes pela Libertadores. Na terça-feira, às 19h15, visita o San Lorenzo na Argentina.
São Paulo x Palmeiras - Gustavo Scarpa e Reinaldo
São Paulo x Palmeiras - Gustavo Scarpa e Reinaldo (Foto: Renato Pizzutto/BP Filmes)
O primeiro tempo
Muita disputa, duas bolas no travessão, polêmica com o VAR, o São Paulo melhor em boa parte do período, o Palmeiras mais forte no fim. Foi bom o primeiro tempo no Morumbi. Veloz e bem distribuído, o time tricolor controlou o jogo nos 45 minutos iniciais, mas quase aconteceu de o Palmeiras ir para o vestiário com vantagem. Os alviverdes acertaram o travessão, em pancada de longe de Dudu, e tiveram um pênalti marcado – e depois anulado, com revisão pelo VAR –, de Reinaldo em Dudu. O São Paulo também acertou o travessão adversário: com Pablo, após cruzamento de Liziero e disputa pelo alto com Edu Dracena. Nos minutos finais do primeiro tempo, o Palmeiras se encontrou em campo e esboçou uma pressão sobre o rival, mas não alcançou o gol.
Pablo, São Paulo, Edu Dracena, Palmeiras
Pablo, São Paulo, Edu Dracena, Palmeiras (Foto: Marcos Ribolli)
O segundo tempo
O São Paulo tentou, na largada do segundo tempo, repetir o ritmo da etapa anterior. E até chegou ao gol aos 7 minutos, com Arboleda (que entrou no intervalo no lugar de Anderson Martins, com lesão muscular). O lance, porém, foi anulado. A arbitragem percebeu falta de Bruno Alves em Marcos Rocha. Na sequência, o Palmeiras equilibrou a partida, que ficou mais presa ao meio-campo. As chances rarearam. Felipão mexeu nas duas laterais, e Vagner Mancini apostou em Everton. Depois, os treinadores tentaram crescer com dois meias, Lucas Lima e Nenê. Mas as mudanças não deram controle evidente a nenhuma das equipes, e o jogo se encaminhou para o fim com o 0 a 0.
Não valeu! Árbitro marca falta de ataque, aos 7 do 2º
Não valeu! Árbitro marca falta de ataque, aos 7 do 2º

E veio o Pato
O clássico começou ao longo da semana, fora de campo, com a disputa entre São Paulo e Palmeiras por Alexandre Pato. O clube alviverde esteve muito perto de contratá-lo, mas o Tricolor acabou ganhando a disputa, e Pato, cheio de declarações de amor, foi apresentado na sexta-feira. Um dia depois, acompanhou os novos colegas no jogo, foi ao gramado antes de a bola rolar e recebeu o carinho da torcida. Alexandre Pato no São Paulo
Alexandre Pato no São Paulo (Foto: Marcos Ribolli)
E vem Cuca
Este foi o último jogo de Vagner Mancini no comando interino do time do São Paulo. Na terça-feira, Cuca assume como técnico tricolor, e Mancini volta para a função de coordenador de futebol. Ele treinou a equipe em nove partidas, com três vitórias, quatro empates e duas derrotas.
Luiz Felipe Scolari, técnico do Palmeiras, cumprimenta Vagner Mancini, técnico do São Paulo
Luiz Felipe Scolari, técnico do Palmeiras, cumprimenta Vagner Mancini, técnico do São Paulo (Foto: Marcos Ribolli)
Calma, galera
Com 40 segundos de jogo, os atletas já se estranharam no gramado do Morumbi. Bruno Alves subiu para disputar bola de cabeça com Deyverson e, com o braço aberto, acertou o atacante rival, que despencou no campo. Felipe Melo foi tirar satisfações, e os jogadores ficaram reclamando entre eles. Mas depois o jogo seguiu sem atropelos.
Bruno Alves e Deyverson disputam bola no alto e o jogador do Palmeiras fica caído, em 1 do 1º
Bruno Alves e Deyverson disputam bola no alto e o jogador do Palmeiras fica caído, em 1 do 1º


Fonte:Globoesporte.com
















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados