domingo, 31 de março de 2019

Oeste vira em um minuto, mas Ponte arranca empate no último lance

Oeste e Ponte Preta fizeram uma partida cheia de reviravoltas na tarde deste sábado, em Barueri, pela semifinal do Troféu do Interior. Depois de sair na frente no primeiro tempo, com Júlio César, a Macaca levou a virada com dois gols no intervalo de um minuto no começo do segundo tempo (Bonilha e Fábio marcaram), mas arrancou o empate por 2 a 2 no último lance, quando o jovem Vinicius Zanocelo aproveitou rebote do pênalti de Hugo Cabral.
Os melhores momentos de Oeste 2x2 Ponte Preta pela ida na semifinal do Troféu do Interior
Os melhores momentos de Oeste 2x2 Ponte Preta pela ida na semifinal do Troféu do Interior
Polêmica
O lance capital gerou muita reclamação por parte do Oeste. Não pela marcação do pênalti (Tiago Real foi derrubado na área de forma indiscutível). A revolta foi pela invasão de área de Vinicius antes da cobrança de Hugo Cabral.

E agora?
Com o resultado, a disputa fica em aberto para o jogo de volta, domingo que vem, às 19h, no Majestoso. Quem vencer, passa. Uma nova igualdade, independentemente do placar, leva a definição para os pênaltis. Antes de voltar a campo pelo Troféu do Interior, porém, a Ponte tem pela frente o duelo remarcado contra a Aparecidense, pela primeira fase da Copa do Brasil, quarta-feira, às 19h15, em Aparecida de Goiânia.

Primeiro tempo
Oeste x Ponte Preta, Troféu do Interior
Oeste x Ponte Preta, Troféu do Interior (Foto: Jefferson Vieira/Oeste FC)
A partida começou atrasada em dez minuto pela falta de médico na ambulância. Quando a bola rolou, Mazinho quase marcou logo aos dois minutos. Mas a partir daí só deu Ponte Preta no primeiro tempo. Hugo Cabral chegou duas vezes com perigo, Igor Henrique desperdiçou uma chance clara, aos 23, mas Júlio César aproveitou quando Abner desceu pela esquerda e cruzou na medida. A vantagem de 1 a 0 foi pouca diante do domínio alvinegro. Tiago Real ainda quase marcou nos acréscimos, mas parou no goleiro do Oeste.

Segundo tempo
O jogo continuou aberto no segundo, com espaço dos dois lados. Renan Freitas colocou o Oeste para frente, com as entradas dos atacantes Bruno Lopes e Pedrinho, e a estratégia surtiu efeito. Após bate e rebate na área, Bonilha empatou, aos 14 minutos. Logo na saída de bola, Fábio recebeu entre os zagueiros e tocou na saída de Ygor Vinhas para virar, aos 15. Sem tanta responsabilidade, os dois times criaram outras chances de marcar. Os minutos finais foram de pressão da Ponte, que foi recompensada com o gol - ainda que ilegal - de Vinicius Zanocelo.


Fonte:Globoesporte.com





























Nenhum comentário:

Postar um comentário