domingo, 31 de março de 2019

Ator de “A Praça é Nossa”, Saulo Laranjeira é condenado pela Justiça

Saulo Laranjeira
Saulo Laranjeira foi condenado pela Justiça (Imagem: Reprodução / SBT)
Conhecido pelo público pela interpretação do deputado João Plenário em "A Praça é Nossa", o ator Saulo Laranjeira, mineiro, foi condenado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Ele foi obrigado a devolver mais de R$ 300 mil.

Saulo terá de colocar de volta nos cofres públicos a quantia exata de R$ 341.619,69. A condenação se refere à captação de R$ 100 mil, em 2001. O valor foi um recurso público conquistados pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, para a produção do projeto "Arrumação 2000". A informação é do jornal O Tempo.

A decisão foi dada pela Primeira Câmara do Tribunal durante sessão da última terça-feira (26). O TCE considerou, por unanimidade, irregularidades as contas apontadas pelo artista, com 15 anos de atraso e "somente quando da declaração de indisponibilidade de bens", pelo TCE, em junho de 2017. Para a Justiça, os recibos apresentados por Saulo Laranjeira não batiam com a execução do projeto proposto. Para a reportagem, Saulo afirmou que entrar com recurso. "Meus advogados e eu estamos verificando. Estamos entrando com recursos porque o trabalho foi realizado. Está na fase de comprovação ainda. Eu estou sabendo agora. Na verdade, nós estamos reivindicando o conhecimento disso. Estamos em trabalho de conhecimento dos fatos", declarou.

Saulo era o apresentador do "Projeto Cultural Arrumação 2000", atração veiculada na TV aberta. O custo total foi de R$ 756.921,79. O produtor cultural requereu a concessão de R$ 300 mil, foi aprovado e repassado o valor de R$ 100 mil, pago pelo incentivador do projeto, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).

Fonte:RD1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados