quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Justiça nega revogação de prisão de motorista envolvido em acidente que matou 2 jovens na BR-470

Jaguar envolvido em acidente que matou duas jovens na BR-470 em Gaspar neste sábado (23). Motorista estava embriagado e foi preso em flagrante — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação
Jaguar envolvido em acidente que matou duas jovens na BR-470 em Gaspar neste sábado (23). Motorista estava embriagado e foi preso em flagrante — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação


O motorista de 31 anos envolvido no acidente que matou duas jovens na BR-470 em Gaspar, no Vale do Itajaí, teve a revogação da prisão preventiva negada nesta quarta-feira (27) pela Vara Criminal da cidade. Ele está preso desde o dia da batida, no sábado (23).


A batida frontal ocorreu às 6h05 de sábado. Havia cinco mulheres entre 18 e 25 anos em um Palio, duas delas - Amanda Zimermmann, de 18 anos, e Suelen Hedler Silveira, de 21 - morreram. O motorista do outro carro conduzia um Jaguar e não teve ferimentos. Ele foi preso em flagrante e estava embriagado, conforme a Polícia Civil. No domingo (24), a Justiça decretou a prisão preventiva dele.

Decisão

Segundo a decisão, a defesa do motorista pediu a revogação da prisão preventiva ou a substituição dela por medidas cautelares. O argumento é que faltaria fundamentação e requisitos que justificassem a necessidade da prisão.
Na decisão, a Vara Criminal escreve que há provas contra o motorista e que a prisão preventiva se justifica para manter a ordem pública.
Pálio com placas de Blumenau estava com cinco jovens — Foto: Corpo de Bombeiros/DivulgaçãoPálio com placas de Blumenau estava com cinco jovens — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação
Pálio com placas de Blumenau estava com cinco jovens — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação
"É inconteste a gravidade concreta do crime, tanto pela morte prematura de duas jovens e o risco de morte para outras três quanto pela forma como se deu a conduta delituosa. O exame de alcoolemia e os vídeos apresentados demonstram que o requerente conduziu veículo automotor sob efeito de bebida alcoólica por longo trecho, expondo em risco a vida de inúmeras pessoas que trafegavam pela Rodovia BR-470", escreve a juíza Camila Murara Nicoletti.

Ele também citou que o motorista já havia se envolvido em outro acidente de trânsito anteriormente, desta vez em Jaraguá do Sul, Norte catarinense, quando bateu contra um bar. "Aparentemente tem por hábito, ainda, descumprir as regras de tráfego, inclusive praticando infrações classificadas administrativamente como gravíssimas", diz a juíza na decisão.

Vídeo

Um vídeo mostra o carro Jaguar trafegando em zigue-zague pela BR-470. A filmagem foi feita pelo veículo que vinha atrás.
A gravação foi feita cerca de 30 quilômetros antes do local do acidente. No vídeo, o ocupante do carro que vinha atrás do Jaguar parece conversar, por telefone, com a PRF, alertando que poderia haver um acidente e informando a placa do veículo.
O Ministério Público Federal (MPF) de Blumenau, no Vale do Itajaí, instaurou na terça (26) um procedimento para apuração a atuação de policiais rodoviários federais de uma unidade operacional da cidade.
Procurada, a assessoria de comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que não vai se manifestar sobre a apuração do MPF. De acordo com a PRF, a corregedoria também está apurando o caso.

Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados