quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Nos 50 anos do show dos Beatles no terraço, gravadora anuncia filme feito por Peter Jackson

Beatles durante famoso show no terraço de prédio, que comemora 50 anos — Foto: Reprodução/YouTube/The Beatles
Beatles durante famoso show no terraço de prédio, que comemora 50 anos — Foto: Reprodução/YouTube/The Beatles
Peter Jackson, diretor de "O senhor dos anéis", dirigirá um documentário sobre a gravação do álbum "Let It Be" dos Beatles a partir de quase 55 horas de imagens de um filme inédito, segundo anunciou nesta quarta-feira a gravadora Universal Music.
A filmagem foi realizada entre 2 e 31 de janeiro de 1969 e originalmente havia sido planejada para um especial de televisão que incluía como clímax a lendária atuação dos Beatles no terraço do escritório do estúdio de gravação Apple Corps em Savile Row, que completa 50 anos nesta quarta-feira (30).
O álbum, ganhador de um Grammy, e o filme original, dirigido por Michael Lindsay-Hogg, foram lançados finalmente em 1970, meses depois de o grupo se separar.
"É como ter uma máquina do tempo que nos transportasse a 1969. Pudermos nos sentar em uma cadeira do estúdio vendo estes quatro amigos fazendo música juntos", afirmou Jackson em declarações coletadas no comunicado oficial.
Sobre o reflexo das desavenças que o grupo poderia ter tido no processo, o diretor diz se ter sentido aliviado ao descobrir que a realidade era muito diferente do mito, após revisar todas as imagens e o áudio que Lindsay-Hogg gravou.
"É simplesmente um tesouro histórico incrível... Há momentos de drama, mas não há nada das desavenças às quais este projeto sempre foi associado".
"Olhar John, Paul, George e Ringo trabalhar juntos, criando o que são agora já clássicos, do nada, não é só fascinante, é divertido, inspirador e surpreendentemente íntimo".
O filme, ainda sem título, está em fase de produção e é realizado com o total cooperação de Paul McCartney, Ringo Starr, Yoko Ono Lennon e Olivia Harrison, segundo a gravadora.
Jackson trabalhará com os mesmos parceiros do documentário sobre a Primeira Guerra Mundial "They Shall Not Grow Old", a produtora Clare Olssen e o editor Jabez Olssen, e serão utilizadas as mesmas técnicas de restauração de imagens.

Fonte:G1 e EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog