quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Militante do “Tá no Ar” ataca a Globo e diz que globais andam armados

Paulo Silva


Tá no Ar
"Tá no Ar" abordou polêmica das armas e alfinetou a Globo (Imagem: Reprodução / Globo)

Personagem de Marcelo Adnet no “Tá no Ar - A TV na TV”, o militante revoltado invadiu o humorístico da Globo para criticar a esquete do programa que alfinetava a maior liberdade ao posse de armas no governo de Jair Bolsonaro.
“Para proteger a minha família, todo mundo sabe que eu uso a minha arma. Mas, como ela ainda não mata o vírus da gripe, e Deus sabe que eu tentei, eu também uso vitamina C. Só a Vitamina C pode abater os vírus mais radicais”, declarou um personagem.
O militante, contra a Globo, se manifestou em seguida: “Agora, a toda poderosa ironiza a posse de armas. Depois de passar anos e anos embutindo em sua programação propaganda disparada de armas de fogo...”.
“Eu tentei modelar os cachos com meu revólver Magno, cano longo, de seis munições. Mas, confesso que consegui melhores resultados com a nova escova modeladora gira infinito”, declarou uma mulher em outra propaganda. “... Tome vergonha, sempre estiveste ao lado da indústria armamentista”, disparou o militante contra a Globo.
Vestido de policial, Marcius Melhem continuou: “Olá, eu sou o tenente Pitombo. Antigamente, todo mundo usava o martelo para bater bife, mas eu só uso a minha boa e velha ponto 45. Com isso, além do filé ficar macio, ele acabou de entregar o frango".
Enfurecido, o personagem de Adnet acusou os atores da emissora. “Eu fico pistola com essa hipocrisia. Vou denunciar aqui os atores que andam armados nos Estúdios Globo, começando por Tonico Pere...”, começou ele, que foi interrompido, ao tentar falar o nome do ator Tonico Pereira.

Fonte:RD1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados