terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Fábio Assunção desabafa sobre música envolvendo seu nome

Duh Secco 
Fábio Assunção
Fábio Assunção em seu último trabalho, "Onde Nascem os Fortes" (2018); ator desabafou sobre música (Imagem: Divulgação / Globo)
Fábio Assunção usou sua conta no Instagram para desabafar a respeito da música que leva seu nome, lançada pela banda La Fúria, em parceria com Gabriel Bartz – e já considerada o hit do Carnaval 2019. Ao invés de “censurar” a composição – que faz menção ao seu vício em álcool e drogas –, Fábio estabeleceu um acordo com Bartz, a fim de que toda verba acerca do direito autoral da música seja doada para associações de dependentes químicos.
Eu não pretendia tornar esse assunto público por vários motivos, mas a imprensa resolveu comentar e os meninos foram bem generosos fazendo o vídeo deles explicando nosso acordo sobre a música “Fabio Assunção””, diz o ator no início de um longo vídeo.
Antes de qualquer coisa eu preciso falar com as pessoas que passam pelo mesmo problema que eu, cada um está nesse momento em um estágio, mas nossa natureza é a mesma. Eu não endosso, de maneira nenhuma, essa glamourização ou zoeira com a nossa dor. Minha preocupação é com você que sente na pele a dificuldade e a complexidade dessa doença”, prosseguiu.
Sobre a composição, Fábio foi enfático: “Jamais me passou pela cabeça censurar a arte do autor e seus intérpretes, mesmo quando vi o tamanho e o sucesso que a música alcançou. Somos artistas e torço muito para que vocês conquistem cada vez mais fãs. Conheço também a luta do artista no Brasil e torço para que vocês prosperem. Mas não censurar não significa que não existe aqui uma oportunidade de conscientizar”.
15% das pessoas do mundo tem problemas de adicção. É muita gente sofrendo por não conseguir controlar suas compulsões [...] Todo mundo começa do mesmo jeito. Achando que tudo bem. E pode não terminar tudo bem”, lamentou Fábio Assunção, antes de comentar a finalidade do acordo com Gabriel Bartz – que o levou aos Trending Topics do Twitter (confira a repercussão abaixo).
Foi pensando nisso que eu, minha equipe de comunicação e o corpo jurídico que me atende decidimos entrar em contato com os meninos e tornar essa história um ato propositivo de ajuda a quem precisa e de conscientização geral. 100% dos valores arrecadados com a música serão doados para as instituições A e B que vamos informar posteriormente como um ato irmanado entre quem sente essa dor e quem tem voz para ampliar a conscientização”, concluiu.
E o Fábio Assunção, que ao invés de processar os caras que fizeram a música "hoje eu vou virar o Fábio Assunção", fez um acordo sobre os direitos autorais com e todo o dinheiro arrecadado vai para instituições de dependentes químicos 😭 to mt emotivo hj
116 pessoas estão falando sobre isso
Nosso problema é que grande parte dos brasileiro convive com o alcoolismo na família, sabe que destrói tudo, mas ri do Fábio Assunção. Esse cara virou meu herói. Isso é CLASSE.
109 pessoas estão falando sobre isso
A atitude do Fábio Assunção em relação a musica que fala dele foi muito foda. O cara não quis censurar e ainda fechou um acordo pro dinheiro levantado ajudar pessoas com dependencia química. Atitude correta de quem é zoado e entende que é zuera. Há uns por aí que só querem briga.
270 pessoas estão falando sobre isso
O Fábio Assunção pediu direitos autorais da sua música que criaram para o carnaval. Mesmo não gostando, vai pegar o dinheiro para ajudar instituições que cuidam de depedentes químicos. Máximo respeito!
47 pessoas estão falando sobre isso

Fonte:RD1


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados