sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Postos de combustíveis de MT não têm gás natural após empresa que realiza o transporte interromper as atividades

Por Cinthya Rocha

Gás natural está em falta em Cuiabá desde julho — Foto: TVCA/Reprodução
Gás natural está em falta em Cuiabá desde julho — Foto: TVCA/Reprodução


Postos de combustíveis em Mato Grosso não possuem Gás Natural Veicular (GNV) para vender desde julho deste ano, após a empresa Gás Ocidente, que tem autorização para transportar o produto, formalizar uma decisão na Agência Nacional do Petróleo (ANP) para interromper as atividades.

O gás natural é 60% mais econômico em comparação com a gasolina e 48% se comparado ao etanol.
A empresa Gás Ocidente informou, por meio de nota, que se viu obrigada a desativar temporariamente o gasoduto devido à falta de previsão da retomada das atividades da usina termelétrica e que ainda tenta negociar com a Petrobras o restabelecimento do fornecimento de gás.
Em Cuiabá, de 12 postos de combustíveis que comercializavam o gás natural, apenas dois continuam.
De acordo com o representante da Sindipetróleo, Luiz Flávio Blanco, os motoristas estão sendo prejudicados devido à falta do GNV.
“O impacto maior é para os motoristas de táxi e Uber, que têm sofrido a consequência financeira direta. Existe essa demanda em Cuiabá, mas, por causa dessa interrupção no fornecimento, toda a cadeia produtiva do setor foi abalada”, disse.
Segundo o presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), Jandir Milan, novas alternativas estão sendo buscadas para resolver o problema e formalizar a distribuição de gás natural nos postos.
“Estamos pensando em várias alternativas. Uma delas é a ação popular contra a ANP, com o intuito de obrigá-la a mandar esse produto para o estado, pois temos indústrias, taxistas, Uber, todos parados com essa matriz energética”, ressaltou.


Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados