quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Alunos ocupam escola em Búzios, RJ, e desabafam em faixa: 'Quem fecha escola abre prisão'

Alunos fazem apelo para volta de ensino noturno e outras reivindicações em escola municipal de Búzios, no RJ (Foto: Reprodução/Inter TV)
Alunos fazem apelo para volta de ensino noturno e outras reivindicações em escola municipal de Búzios, no RJ (Foto: Reprodução/Inter TV)
Alunos da rede municipal em Armação dos Búzios, na Região dos Lagos do Rio, ocupam o prédio da Escola Municipal Paulo Freire reivindicando melhorias na estrutura e a reabertura do turno da noite. Em faixa fixada no local eles fizeram um desabafo com a seguinte mensagem: "Quem fecha escola abre prisão".
A ação ocorreu depois que alunos do ensino médio foram transferidos para um colégio estadual. Os estudantes estão mantendo o portão principal da escola trancado com corrente e cadeado durante a ocupação. A chave do cadeado está em poder dos alunos e eles só permitem a entrada de quem participa do movimento.
O Ministério Público informou que conseguiu na Justiça uma ordem para que as vagas que foram extintas e as aulas do turno da noite sejam retomadas imediatamente. Mas a Prefeitura recorreu da decisão e os estudantes disseram que vão permanecer na escola até que o município volte atrás e aceite a determinação da Justiça.
O tempo que os manifestantes passam no prédio é preenchido com atividades culturais criadas por eles mesmos, como rodas de violão. A alimentação e os materiais de higiene são levados pelos pais que apoiam o movimento.
Segundo o grêmio estudantil, cerca de 170 alunos estavam na escola na tarde desta quarta, mas nem todos passariam a noite no local.
"Durante o dia nosso número de alunos é bem maior. De noite, de 170 alunos ficam entre 20 e 25", disse Ysabeli Motta, presidente do grêmio estudantil.

Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados