domingo, 31 de dezembro de 2017

SBT e Record terminam 2017 se estapeando por décimos

Parceria entre SBT e Record ficou só no papel
A parceria entre SBT e Record na Simba Content chegou e parou por ali. Na briga de audiência, as duas emissoras duelaram feio em 2017, e até agora, há uma indefinição sobre quem realmente fechará o ano comemorando uma vice-liderança, já que a disputa tem sido por décimos.
Segundo dados de audiência, o SBT conquistou a segunda colocação do ponto de vista técnico na média 24 horas. Nela, o canal cravou 5.29 pontos de média, contra 5.16 da rede de Edir Macedo.
Nessa medição, cada ponto equivale a 240 mil domicílios espalhados pelas 15 principais regiões metropolitanas do país. É um décimo de diferença, e que fica longe da Globo, que seguiu líder com 13.9 pontos.
Por outro lado, a Record ficou na vice-isolada quando analisado o horário comercial, que vai das 7h à 0h. Nesse período, o SBT conquistou 6.7 pontos ante 6.3 do canal da Anhanguera.
A emissora dos bispos também repete o desempenho na faixa nobre, com 8.3 pontos de média ante 8.0 pontos da rede de SS. Tudo isso em cima de números brutos, e pelo fato de a Record ter uma cobertura nacional maior e conquistar a uma permanência superior do telespectador sintonizado nela.
Quando o assunto é faturamento, crises à parte, a Record também passa a frente do SBT. Considerando os lucros não provenientes da Igreja Universal, o canal teria levantado cerca de R$ 1,4 bilhão. Já a concorrente ficou na casa de R$ 850 milhões, o que justifica as demissões ocorridas no mês de novembro.
As informações são do colunista Ricardo Feltrin, do “UOL”.

Fonte:RD1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados