domingo, 30 de julho de 2017

Com gol mal anulado e arbitragem controversa, Atlético-MG afunda Coritiba



Em um jogo no qual as duas equipes reclamaram da arbitragem, o Atlético-MG levou a melhor e, com mais qualidade, derrotou o Coritiba por 2 a 0, no Couto Pereira, pela 17ª rodada do Brasileirão. Os gols foram marcados por Fábio Santos, de pênalti, aos 11 minutos do primeiro tempo, e Rafael Moura, aos 27 da etapa complementar.

O resultado complicou o Coritiba na tabela. Com 19 pontos e quatro derrotas seguidas, o Coxa é o 16º colocado e pode ser empurrado para a zona de rebaixamento pelo rival Atlético-PR, que joga no complemento da rodada, na segunda-feira. O Atlético-MG fica temporariamente na nona posição, com 23 pontos, e ainda pode ser ultrapassado pelo Cruzeiro nesta rodada.
O próximo desafio do Coritiba é contra o São Paulo, no Morumbi. Os times se enfrentam na quinta-feira, às 19h30 (horário de Brasília). O Atlético-MG recebe o Corinthians no Mineirão, na quarta-feira, às 21h.
Atlético-MG derrota o Coritiba no Couto em jogo marcado pela arbitragem (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)Atlético-MG derrota o Coritiba no Couto em jogo marcado pela arbitragem (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)
Atlético-MG derrota o Coritiba no Couto em jogo marcado pela arbitragem (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)
O primeiro tempo foi marcado, logo no início, por erros da arbitragem. Aos seis minutos, Cazares cobrou uma falta na área e Adilson desviou, de cabeça, para o fundo das redes. O assistente marcou impedimento inexistente, sob protestos do elenco atleticano. Pouco deopis, aos 11 minutos, o árbitro marcou um pênalti para o time visitante, em que William Matheus colocou a mão na bola dentro da grande área. Fábio Santos abriu o placar para o Galo.
Aos 24 minutos, mais um pênalti para o Atlético-MG, desta vez sob muita reclamação do Coritiba. Na interpretação do árbitro Wagner Nascimento Magalhães, Luizão teria empurrado Leonardo Silva dentro da área. Foi a vez de Wilson brilhar e evitar o segundo gol do Galo. Aos 32 minutos, a equipe coxa-branca reclamou um pênalti em cima de Rildo, com os mesmos critérios da segunda penalidade assinalada pelo árbitro. Nada feito.
Na etapa complementar, a situação mais calma abriu espaço para amplo domínio do Atlético-MG. Enquanto o Coritiba tentava finalizar, sem efetividade, para igualar o placar, o Galo manteve a tranquilidade para segurar a partida. Na base dos desarmes, a equipe atleticana tocava maior volume de passes e, aos poucos, superava a defesa do Coxa. Até que, aos 27 minutos, Rafael Moura não teve conhecimento dos quatro jogadores na zaga alviverde e definiu o placar no Couto Pereira.

Fonte:Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados