quinta-feira, 29 de junho de 2017

Ex-jogador Serginho revela raiva após ser obrigado a participar do “Domingão do Faustão”

 Henrique Brinco

Serginho do Vôlei ficou irritado ao ter que participar de dominical da Globo após conquistar medalha
O ex-jogador Serginho, medalha de ouro pela seleção olímpica de vôlei no ano de 2004, nos jogos de Atenas, fez revelações em sua recém-lançada biografia (“Degrau por degrau – a trajetória de Serginho, de Pirituba ao Olimpo”). Uma delas dá conta da relação próxima entre a Globo e os dirigentes esportivos brasileiros.
Em um dos capítulos, o atleta revela que ficou irritado ao ser obrigado a participar do “Domingão do Faustão” logo após retornar ao Brasil com a medalha. Segundo Serginho, ele queria ficar com a família e amigos curtindo, já que tinha passado muito tempo longe deles.
“Arrumei uma briga com a CBV, os clubes, pois não queria ir. Ia perder meu domingo (…) Me chamavam de louco. Briguei com um monte de gente, mas não teve jeito. Os caras me levaram, fui quase arrastado. Fiquei com uma raiva”, revelou o jogador, em trecho do livro.
A biografia foi escrita por Daniel Bortoletto e já está nas livrarias. “Sempre fui muito bairrista. Quando voltei, queria ficar com a rapaziada na rua. Me levaram forçado. Cheguei lá estavam os outros caras da Seleção, mas não queria ter ido. Tinha ficado três meses longe de casa”, analisou o jogador em entrevista ao programa “Pânico”, da Rádio Jovem Pan.
A publicação conta a vida do atleta começando pela infância e adolescência na zona norte paulistana, na qual cresceu com Silvanei e Suezi, seus irmãos, e os pais.

Fonte:RD1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados