domingo, 31 de julho de 2016

Morre aos 87 anos o escritor russo Fazil Iskander

O escritor russo Fazil Iskander, conhecido por suas descrições cheias de humor da vida cotidiana do lugar onde nasceu e seu olhar satírico sobre a sociedade soviética, morreu neste domingo (31), aos 87 anos, informaram as agências de notícias russas citando sua família.
Apesar de nunca ter sido considerado um dissidente, o autor descreveu em suas obras as festas alcoólicas de Stalin e os absurdos da vida soviética, o que o levou a ser censurado várias vezes.
Nascido em 1929 no porto de Sukhumi, capital da Abecásia, atualmente região separatista da Geórgia apoiada pela Rússia, Iskander foi educado por sua mãe após a expulsão de seu pai, de nacionalidade iraniana, para seu país natal em 1938.
Um de seus principais romances, "Sandro of Chegem", descreve a vida na aldeia da Abecásia de Chegem, onde alguns excêntricos personagens são confrontados com um cotidiano soviético surrealista. A obra, censurada durante a época soviética, já foi comparada a livros dos americanos Mark Twain e William Faulkner.
Em um comunicado divulgado pelo Kremlin, o presidente russo, Vladimir Putin, expressou "suas profundas condolências" à família do escritor.

Fonte:AFP e G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados