sábado, 30 de julho de 2016

Com gol de Dodô, Figueirense bate o Vitória e respira na luta contra o Z-4

Com gol de Dodô, o Figueirense bateu o Vitória na noite deste sábado e voltou a vencer no Brasileirão. Em uma partida nervosa, repleta de faltas (45) e cartões (sete amarelos e dois vermelhos) o Alvinegro de Florianópolis conquistou os três pontos depois de sete rodadas e aumentou a pressão sobre o time baiano, que vê a zona de rebaixamento mais próxima. 

O último resultado positivo do Figueirense havia sido no dia 19 de junho, na oitava rodada, sobre o Internacional - que, por coincidência, era treinado por Argel Fucks. Neste sábado, depois da dura goleada sofrida para a Ponte Preta, na eliminação na Copa do Brasil, goleada de 5 a 0, o Figueira acalmou os ânimos e Argel teve o seu primeiro êxito depois de seu retorno ao clube - eram três empates e uma derrota. O time baiano, com a derrota, acumula a sua quinta partida sem vitórias e vê a zona de rebaixamento mais próxima. 
Figueirense x Vitória (Foto: Agência Estado)O Figueirense venceu o Vitória por 1 a 0 na noite deste sábado, no Orlando Scarpelli (Foto: Agência Estado)
Figueirense e Vitória entraram em campo pressionados, não somente pela zona de rebaixamento, mas também pelos últimos resultados. Por isso, a partida teve um começo nervoso no estádio Orlando Scarpelli. O Vitória, aos 11 minutos, assustou com Marinho, em pancada de fora da área. Porém, foi o Figueira, em praticamente sua primeira investida, que acertou o alvo. Carlos Alberto, que retornava à equipe depois da sétima rodada, fez belo lançamento para Dodô, que não desperdiçou.
A primeira etapa seguia truncada, com poucas chances de lado a lado. Apesar de ter maior posse de bola (52% a 48%), o time baiano pouco criava no ataque. Aos 41 minutos, o atacante Rafael Moura deu um encontrão no zagueiro Kadu, que discutia com o meia Carlos Alberto, e foi expulso pelo árbitro Leandro Vuaden.
Com um jogador a mais, o Vitória foi ao ataque. A bola nos pés do time baiano, no entanto, não significava risco ao Figueira. Os contra-ataques do Alvinegro assustaram, principalmente com Dodô e Rafael Silva, que obrigou Fernando Miguel fazer boa defesa para evitar o segundo gol.
Sem criatividade, o Vitória passou a sofrer também com a forte marcação do Figueirense. Com isso, a partida ficou pegada, com muitas faltas dos dois lados. Se estava com um jogador a menos, o Figueira viu a condição numérica em campo ser igualada depois que o zagueiro Victor Ramos recebeu o segundo amarelo e ser expulso. Dentro desse contexto, se o Alvinegro catarinense conseguia se virar bem na marcação, a expulsão facilitou as coisas para voltar a vencer no Brasileirão. 
Na 18ª rodada, o Figueirense não entra em campo tão cedo. O jogo contra o Fluminense, em Édson Passos, foi transferido para o dia três de setembro. O próximo compromisso do Alvinegro é no dia sete de agosto, pela 19ª rodada, novamente no Orlando Scarpelli, no sábado, contra o Sport. O Vitória recebe, no Joia da Princesa, o Coritiba, na quarta-feira, pela 18ª rodada.

Fonte:Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados