sábado, 14 de dezembro de 2019

Cena de Éramos Seis lembra Neymar e Najila e web não perdoa

Éramos Seis
Éramos Seis lembra frase polêmica de Neymar (Imagem: Reprodução / Globo)
Éramos Seis, novela de época da Globo, foi mais atual do que nunca e fez referência ao jogador Neymar Jr e à modelo Najila Trindade durante uma conversa entre as personagens Clotilde (Simone Spoladore) e Lola (Gloria Pires), no capítulo da última quarta-feira (11). Na cena, Clotilde se mostrou arrependida em conversa com Lola. "Eu estou envergonhada, sim, porque eu tentei agir e fui tola. Eu só queria ficar perto dele, conversar com ele", desabafou. Em seguida, ela soltou uma das frases mais repetidas de 2019: "Eu tenho saudade das coisas que a gente não viveu". A frase, para quem não lembra, ganhou fama por causa de Neymar. Em junho, o jogador do Paris Saint-Germain mostrou parte de uma conversa mais íntima com Najila, que o acusou de estupro em um hotel em Paris. Nela, o brasileiro soltou a frase que virou o símbolo de toda a polêmica. Após a sequência de Éramos Seis ir ao ar, a web imediatamente associou o diálogo tenso entre as duas personagens à conversa entre o ex-casal. Confira a repercussão na web:
"Saudade das coisas que a gente ainda não viveu"
Aí de onde o menino neymar tirou a frase
Veja outros Tweets de N. 🦋
"saudade do que a gente não viveu" hahahahaha Clotilde citando o poeta Júnior, Neymar.
Veja outros Tweets de Angela

Fonte:RD1

Pedido de vista adia mais uma vez votação na Anatel da proposta de edital para o leilão do 5G

Por Laís Lis

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) adiou mais uma vez nesta quinta-feira (12) a votação da proposta de edital do leilão do 5G.

A quinta geração da internet móvel promete facilitar a conexão entre máquinas e viabilizar, por exemplo, o uso dos carros autônomos.
O adiamento ocorreu após o conselheiro Moisés Moreira pedir vista do processo (mais tempo para analisar). É o segundo pedido desde que a proposta foi apresentada pelo relator do processo, conselheiro Vicente Aquino.
Antes de Moreira, o conselheiro Emmanoel Campelo havia pedido vista. Nesta quinta, ele apresentou seu voto, que traz uma proposta diferente para o edital do leilão do 5G (leia mais abaixo).
Moreira afirmou que trará o seu voto na primeira reunião da Anatel de 2020, em 6 de fevereiro, quando o assunto voltará, então, a ser discutido pela agência.
A previsão do governo é fazer o leilão do 5G no segundo semestre do ano que vem.
No leilão de 5G serão ofertadas quatro faixas de frequência: 700 MHz, 2,3 GHz, 26 GHz e 3,5 GHz. A faixa de 3,5 GHz é a que desperta mais interesse das empresas de telefonia. As faixas de frequências são espectros usados, por exemplo, para a oferta de telefonia celular e de TV por assinatura.

Empate

Antes que a análise da proposta fosse suspensa pelo pedido de vistas, o presidente da Anatel, Leonardo Euler, apresentou seu voto, que foi favorável à proposta de Campelo.
Com isso, a votação ficou empatada, sendo cada proposta com dois votos - a proposta do relator recebeu o voto favorável do ex-conselheiro Aníbal Diniz, que votou antes do fim do seu mandato.
Depois que a proposta de edital for aprovada pelo conselho da agência, o documento ainda precisa passar por consulta pública antes do edital ser publicado.

Modelo do leilão

A proposta do conselheiro Emmanoel Campelo, apresentada nesta quinta, prevê que a faixa de 3,5 GHz, que é a que desperta mais interesse das empresas, seria dividida em três lotes com cobertura nacional e 1 bloco que seria dividido em sete regiões.

Esse bloco regionalizado funcionaria, na prática, como sete blocos menores. Assim, uma empresa pode comprar uma faixa para operar só em uma das regiões definidas.
Já a proposta original, do relator Vicente Aquino, prevê, além dos três lotes nacionais, lotes menores destinados exclusivamente para pequenos provedores.
Em novembro, Conselho do Programa de Parceria de Investimentos (PPI) incluiu o leilão 5G na lista de projetos do programa. Com a decisão, o 5G entra na lista de projetos que o PPI divulgará no exterior. O PPI também fará negociação com a equipe do Tribunal de Contas da União (TCU).
O que é o 5G — Foto: Fernanda Garrafiel/G1O que é o 5G — Foto: Fernanda Garrafiel/G1
O que é o 5G — Foto: Fernanda Garrafiel/G1

Fonte:G1

Arquivo do blog