sexta-feira, 28 de junho de 2019

GP da Áustria: Leclerc faz melhor tempo em treino com fortes acidentes de Verstappen e Bottas

GP da Áustria: Leclerc faz melhor tempo em treino com fortes acidentes de Verstappen e Bottas
etty Images

Numa sessão com diversas escapadas e batidas, Charles Leclerc foi o mais rápido no segundo treino livre para o GP da Áustria de Fórmula 1. O piloto da Ferrari marcou 1m05s086 na sua volta mais rápida, e acabou 0s331 à frente do segundo colocado Valtteri Bottas, da Mercedes. No entanto, o finlandês sofreu um forte acidente e foi levado para o centro médico para checagens, mas está bem. A batida de Bottas causou uma das duas bandeiras vermelhas - a outra foi provocada por Max Verstappen, da RBR.

Pierre Gasly, que também saiu da pista, teve seu melhor treino na temporada pela RBR e acabou em terceiro lugar, enquanto Lewis Hamilton, que foi o mais rápido na primeira sessão com a Mercedes, terminou em quarto, e Carlos Sainz (McLaren) foi o quinto colocado. Romain Grosjean (Haas), Kimi Raikkonen (Alfa Romeo), Sebastian Vettel (Ferrari), Max Verstappen (RBR) e Lando Norris (McLaren) completaram os dez primeiros.
O terceiro treino livre será disputado às 7h (de Brasília) deste sábado, com a classificação prevista para as 10h. 

Resultado do treino

Tempos do segundo treino livre em Spielberg — Foto: Reprodução/FOMTempos do segundo treino livre em Spielberg — Foto: Reprodução/FOM
Tempos do segundo treino livre em Spielberg — Foto: Reprodução/FOM

Vento, altitude e pouca aderência

Assim como no primeiro treino, diversos pilotos escaparam, como Lewis Hamilton, Pierre Gasly, Lando Norris, Lance Stroll e Carlos Sainz. O asfalto da pista da Áustria não é dos mais aderentes do calendário, sem contar que fica numa das maiores altitudes de todo o campeonato.
Como se não fossem suficientes esses fatores, ventou com força durante todo o treino, o que causava desequilíbrio nos carros.

Verstappen causa primeira interrupção

Com a RBR correndo em casa, afinal é proprietária da pista de Spielberg, Max Verstappen desta vez foi com muita sede ao pote, e perdeu o carro de forma repentina na última curva da pista. A batida de traseira não foi tão violenta, mas danificou a traseira do carro.

Bottas sofre impacto de 25G

Logo depois de agitada a bandeira verde, Valtteri Bottas, que liderava o treino até então, deu uma traseirada com o carro na curva 6, passou sobre a caixa de brita a grande velocidade e bateu de frente na proteção de pneus.
O finlandês da Mercedes saiu andando do carro, mas, como o impacto foi de 25 vezes a força da gravidade, ou seja, acima do aceitável pelo protocolo médico da F1, foi levado para o centro médico do autódromo. O chassis será trocado para os treinos de sábado.

Vettel escapa por pouco...

Sebastian Vettel vinha para fazer sua melhor volta no treino quando rodou exatamente na mesma curva de Verstappen. No entanto, no caso do alemão, a brita conseguiu segurar o carro, e o alemão escapou de uma batida.

Encontros ou desencontros?

O treino foi marcado ainda por dois incidentes bem parecidos, nos quais pilotos, digamos, se desentenderam na pista. No primeiro, Charles Leclerc e Antonio Giovinazzi se esbarraram depois que o italiano fechou a porta do monegasco, que reclamou muito pelo rádio.
Mais no fim do treino, num lance muito parecido, Sergio Pérez e Pierre Gasly ficaram lado a lado e um ficou reclamando com o outro. Mas nesse caso não houve o toque entre os carros.
Fonte:Globoesporte.com
















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog