quarta-feira, 22 de maio de 2019

Estrela zumbi surge após colisão rara entre anãs brancas

Pesquisadores da Universidade de Bonn da Alemanha e da Academia de Ciência da Rússia encontraram uma incomum e rara estrela entre as nuvens de gás a 10.000 anos-luz da Terra.
A estrela, conhecida como J005311, provavelmente surgiu a partir de seu cataclismo cósmico depois da colisão entre duas estrelas mortas na constelação de Cassiopeia.
Macaque in the trees
Estrela zumbi (Foto: Nasa)
Essa descoberta, publicada na revista Nature, revela a natureza da exótica estrela zumbi e suas propriedades incomuns.
A equipe utilizou o telescópio espacial Wide-field Survey Explorer da Nasa para descobrir o fenômeno, além de utilizar um telescópio terrestre do Observatório Astrofísico Especial da Rússia.
Quando uma estrela pequena tem todo seu combustível esgotado, ela se transforma em uma "anã branca", ou seja, uma pequena e densa estrela morta, segundo o portal CNET.
Contudo, os pesquisadores analisaram a radiação emitida pela estranha estrela e descobriram que ela não possuía hidrogênio e hélio, geralmente presentes em uma anã branca.
Por conta de um sinal incomum emitido pela J005311, os pesquisadores suspeitam ter detectado o resultado de uma fusão cósmica entre duas anãs brancas que circulavam entre si por bilhões de anos.
"Um evento como esse é extremamente raro", explicou Gotz Grafener, coautor do estudo em um relatório, no qual também afirma que provavelmente há menos de meia dúzia de objetos como esse na Via Láctea.
Habitualmente, colisões entre anãs brancas terminam em grandes explosões estelares, que são chamadas de supernovas, entretanto, a J005311 não explodiu, pelo contrário, ela foi reanimada e começou a queimar novamente.
Esse fenomenal evento apenas atrasou a morte da estrela por alguns milhares de anos, já que seu destino não pode ser outro a não ser a morte. Assim como da primeira vez, sua vida chegará ao final no momento em que seu combustível for esgotado.
Fonte:Jornal do Brasil e Sputnik

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog