domingo, 12 de agosto de 2018

Globo é condenada por causar “baque psicológico” em escritora que inspirou minissérie

Dalva Lazaroni é a autora da biografia de Chiquinha Gonzaga (Imagem: Divulgação)
A Globo foi condenada pelo juiz Paulo Assad Estevam, da 31ª Vara Cível do Rio de Janeiro, ao pagamento de indenização no valor de R$ 150 mil aos herdeiros da escritora Dalva Lazaroni de Moraes, falecida em julho de 2016.
Lazaroni é a autora do livro "Chiquinha Gonzaga - Sofri e Chorei. Tive Muito Amor", biografia da compositora Francisca Neves Gonzaga (1845-1935) que serviu como fonte de inspiração para a minissérie "Chiquinha Gonzaga", produzida pela emissora em 1999. A informação é do jornalista Daniel Castro, do Notícias da TV.
À época da produção, a escritora cedeu os direitos da obra ao canal carioca sem nenhum custo, com a única condição de que seu nome aparecesse nos créditos da minissérie, o que não aconteceu durante boa parte dos capítulos.
Magoada, Dalva procurou a Globo e conseguiu que seu nome constasse nos créditos de "Chiquinha Gonzaga" a partir do capítulo 21 - foram 38 no total. Entretanto, ela constatou a ausência dessa referência a si na reprise da minissérie no canal Viva, em 2010, e também na exibição da obra em França, Angola e Portugal, o que também feria seu acordo com a Globo.
Visão do advogado
"É uma sentença muito bem fundamentada, mas o valor não condiz com a realidade, até porque o juiz julgou apenas o dano moral, não apreciou o dano material. Não concordo com esse valor de R$ 150 mil. E faltou também o juiz arbitrar uma multa para caso a Globo não cumpra a determinação de exibir os créditos", considerou o advogado de Dalva, Sylvio Guerra, a respeito da sentença.

Fonte:RD1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog