sexta-feira, 18 de maio de 2018

Santos perde de virada para Luverdense, mas avança na Copa do Brasil

O Santos está nas quartas de final da Copa do Brasil. Com o time praticamente todo reserva após golear por 5 a 1, na Vila Belmiro, o Peixe perdeu por 2 a 1 de virada para o Luverdense, nesta quinta-feira, em Lucas do Rio Verde-MT, e avançou no saldo de gols. O placar agregado foi de 6 a 3 para os paulistas.

COMO FICA?

Os confrontos das quartas serão disputados somente após a Copa do Mundo – a CBF vai definir as datas e os duelos em sorteio ainda não marcado. Pelo Brasileirão, o Santos faz o clássico contra o São Paulo, domingo, às 16h, no Morumbi. O Luverdense enfrenta o Tupi, no mesmo dia e horário, em Juiz de Fora-MG, pela Série C.

PEIXE MODIFICADO
Com o clássico contra o São Paulo pela frente, o técnico Jair Ventura decidiu preservar alguns jogadores importantes. Dos titulares, apenas o goleiro Vanderlei e o meia Jean Mota, que atuou como lateral-esquerdo, iniciaram o jogo no Mato Grosso. Chance para atletas menos aproveitados, como os volantes Yuri e Diego Pituca, além do garoto Yuri Alberto, único centroavante do elenco.


PRIMEIRO TEMPO
Apesar da enorme vantagem e de jogar com apenas dois titulares (Vanderlei e Jean Mota), o Santos dominou o início do primeiro tempo e não demorou para diminuir ainda mais a esperança do Luverdense. Aos 15 minutos, Paulinho fez contra após cruzamento de Daniel Guedes pelo lado esquerdo.

O placar favorável fez o Santos diminuir o ritmo. O Peixe passou a esperar os contra-ataques e permitiu que o Luverdense crescesse. Paulo Renê, aos 31, aproveitou bola cruzada por Paulinho e escorregão de Gustavo Henrique na área para empatar.
 

SEGUNDO TEMPO
A vantagem ainda era enorme, mas o Luverdense assustou o Santos no segundo tempo. Em ritmo lento, o Peixe foi dominado. Itaqui virou o jogo em bela cobrança de falta logo no primeiro minuto. Logo em seguida, Vanderlei evitou o terceiro em chute de Lucas Braga, e Paulo Renê desperdiçou boa chance na pequena área.

Mas o que parecia uma grande pressão não se confirmou. Com o passar do tempo, o Santos esfriou a reação adversária e passou a ficar mais tempo com a bola. Jair colocou Vitor Bueno e Eduardo Sasha nas vagas de Vecchio e Copete, respectivamente.

O Peixe só assustou aos 43. Vitor Bueno parou em ótima defesa de Diogo Silva. No rebote, Yuri Alberto perdeu grande oportunidade para empatar. Nos acréscimos, Vanderlei fez duas lindas defesas para impedir uma derrota por placar mais amplo.
 

Fonte:Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog