quarta-feira, 16 de maio de 2018

“Carcereiros” contará com mais de 100 atores e participações

O diretor-geral de "Carcereiros", José Eduardo Belmonte, no set com Rodrigo Lombardi (Imagem: Ramón Vasconcelos / Globo)
Exibida às quintas-feiras desde 26 abril, “Carcereiros” possuiu um grande arco central, envolvendo o protagonista Adriano (Rodrigo Lombardi), no âmbito pessoal e profissional, e tramas que se renovam a cada semana, contando, para isto, com a participação de mais de cem atores; casos de Caio Blat, Carol Castro, Chico Diaz, Gabriel Leone, Letícia Sabatella e Matheus Nachtergaele.
Essa foi uma ideia que partiu do texto da série, que exigia muitas participações, e o conceito era ter nomes já estabelecidos com atores que têm trabalhos interessantes no teatro, além de uma diversidade de rostos e de tipos”, explica José Eduardo Belmonte, diretor-geral que reuniu, como nas companhias de teatro, praticamente todos os atores que participariam da produção, inclusive aqueles que teriam cenas em apenas um capítulo, para que fosse construída uma unidade na dramaturgia.
Coube a Nara Chaib preparar o elenco. E aos atores do núcleo principal e das participações foi designada a tarefa de dar sustentação à interpretação dos figurantes, que também aparecem em grande número – nas cenas do presídio, são mais de 150 homens em cena. “Boa parte dessas pessoas não tinha sido nem figurante, nunca tinha pisado em um set. [...] Tínhamos alguns ex-presidiários que ajudaram a construir os hábitos daqueles ‘detentos’”, completa Belmonte.
“Carcereiros” é uma coprodução da Globo com a Gullane e a Spray Filmes. José Eduardo Belmonte responde, além da direção-geral, pela direção de episódios, com Fernando Grostein. Denisson Ramalho, Fernando Bonassi e Marçal Aquino assinam a obra, escrita com Marcelo Starobinas, livremente inspirada na obra de Drauzio Varela e premiada no Grande Prêmio do Júri do Mip Drama, em Cannes, ano passado.

Fonte:RD1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog