quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Warner nega suposto processo do Radiohead contra Lana Del Rey por plágio

A banda Radiohead fez um show surpresa nesta sexta-feira (24) no megafestival Glastonbury, apresentando faixas do novo álbum, 'King of limbs' (Foto: Joel Ryan/AP)
A banda Radiohead fez um show surpresa nesta sexta-feira (24) no megafestival Glastonbury, apresentando faixas do novo álbum, 'King of limbs' (Foto: Joel Ryan/AP)
A Warner/Chappell, companhia responsável pelos direitos comerciais da banda Radiohead, negou nesta quarta-feira ter apresentado uma ação judicial por plágio contra a cantora Lana Del Rey, que havia falado sobre o suposto processo em sua conta no Twitter.
"Como distribuidores do Radiohead, é verdade que estabelecemos um diálogo desde agosto do ano passado com os representantes de Lana Del Rey. Está claro que os versos de 'Get Free' usa elementos musicais encontrados nos versos de 'Creep', e nós pedimos que isso seja reconhecido a favor dos autores da música", afirmou um porta-voz da empresa em comunicado publicado pela revista "Rolling Stone".
Del Rey negou nas redes sociais que sua música tenha se inspirado na da banda de Thom Yorke e afirmou que "teria oferecido nos últimos meses até 40% (dos direitos da composição), mas a banda só aceitaria 100%".
Ainda no comunicado, a Warner/Chapell reitera que "nenhum processo foi aberto e que o Radiohead não disse que 'só aceitaria 100%' da gravação de 'Get Free'", que é um dos singles do último álbum de Del Rey, "Lust For Free".
No entanto, a Rolling Stone reforça que há versos da composição de Del Rey que teriam elementos musicais semelhantes aos de 'Creep', um dos maiores sucessos do Radiohead e gravado em 1992.
Contraditoriamente, a própria banda foi acusada de plágio por 'Creep' ser parecida com "The Air That I Breathe", do The Hollies, composta por Albert Hammond e Mike Hazlewood em 1974.
As bandas chegaram a um acordo, e os nomes dos autores da composição do The Hollies foram incluídos nos créditos de 'Creep', que teve os lucros de seus direitos autorais divididos. 

Fonte:G1 e EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog