quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Cremerj questiona Prefeitura de Teresópolis sobre números da febre amarela após denúncias de médicos



O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) está questionando o número de casos de febre amarela divulgados em Teresópolis, na Região Serrana do Rio, após denúncias de médicos.

Segundo o conselho, a cidade teve 22 casos de suspeita da doença e, desses, cinco pacientes foram confirmados com febre amarela. De acordo com o Cremerj, houve dois óbitos na cidade e uma pessoa encontra-se em estado grave, internada no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI), da Fiocruz.
Já a Prefeitura informou que são seis casos suspeitos, além dos quatro confirmados, sendo duas mortes. Já a Secretaria de Estado de Saúde (SES) não divulga os casos suspeitos.
O presidente do Cremerj, Nelson Nahon, disse que esta é uma postura irresponsável por parte dos gestores.
“É de extrema falta de ética e sensibilidade a atitude da secretaria. A divulgação de casos suspeitos alerta a população para a importância da vacinação e ajuda a categoria a identificar mais facilmente os sintomas da febre amarela”, afirma
Ainda segundo o conselho, haverá no dia 8, uma palestra no auditório do Hospital São José, em Teresópolis para debater, com médicos das unidades locais, a melhor estratégia para o enfrentamento da doença, que tem tido surtos em todo o estado do Rio.

Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog