quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Horner compara Halo com chinelo e coloca culpa na Mercedes: "FIA está encurralada"

Horner compara Halo com chinelo e coloca culpa na Mercedes:


A opção da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) em adotar o Halo como proteção do cockpit a partir do ano que vem segue rendendo muita polêmica. Grande parte dos pilotos do grid já se manifestaram a respeito da peça, com os mais experientes como Fernando Alonso e Sebastian Vettel sendo a favor, e os mais novos como Max Verstappen e Kevin Magnussen sendo contra. Entre os dirigentes as opiniões também são diversas, e Christian Horner, chefe da RBR, colocou a "culpa" do Halo na Mercedes.

- A Mercedes veio com esse conceito e colocou a FIA em uma posição difícil. Se tivermos um acidente agora e não tivermos o Halo no carro, mas ele pudesse salvar uma vida, do ponto de vista legal, seria muito difícil argumentar a razão de ele não estar lá se estava disponível - disse em entrevista ao site alemão "Auto Motor und Sport".
A RBR, por sinal, esteve envolvida em uma outra tentativa de desenvolvimento de uma proteção para a cabeça dos pilotos: o Aeroscreen. Testado no ano passado pela equipe taurina, o acessório se assemelha a uma espécie de escudo, colocado logo à frente do cockpit. A estética da peça foi elogiada por fãs e pilotos.
Daniel Ricciardo testa aeroscreen da RBR (Foto: Divulgação)Daniel Ricciardo testa aeroscreen da RBR (Foto: Divulgação)
Daniel Ricciardo testa aeroscreen da RBR (Foto: Divulgação)
- Foi por isso que nós desenvolvemos o Aeroscreen. Para tentar resolver o problema de uma maneira mais estética do que este "chinelo". A FIA agora está encurralada só com o Halo e sem nenhuma outra opção. Minha preocupação é que cada categoria de fórmula até o kart tenha de ter essa coisa. Onde vai parar? Acho que, em determinado ponto, como piloto, você tem de aceitar certos riscos.
Durante o GP da Inglaterra deste ano, a Ferrari também testou uma espécie de evolução do Aeroscreen, o Shield. Vettel foi o responsável pelo teste, e reclamou de tonturas e problemas de visão durante a tentativa de volta rápida. O feedback negativo do tetracampeão acabou sendo determinante para que a FIA optasse por oficializar o Halo para 2018.

Vettel testou o Shield em Silverstone, e não gostou (Foto: Reprodução/Twitter)
Vettel testou o Shield em Silverstone, e não gostou (Foto: Reprodução/Twitter)


Fonte:Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página

Arquivo do blog