sábado, 5 de agosto de 2017

A mudança simples nas máquinas de lavar que pode reduzir custos de transporte e poluição - além de dores nas costas

Professor Amin Al-Habaibeh (à esquerda) e o estudante Dylan Knight (Foto: BBC)
Professor Amin Al-Habaibeh (à esquerda) e o estudante Dylan Knight (Foto: BBC)

Um simples dispositivo para reduzir o peso das máquinas de lavar poderia economizar combustível, cortar emissões de gases do efeito estufa e reduzir as dores nas costas de muita gente, de acordo com pesquisadores.

Uma máquina de lavar comum leva 25 quilos de concreto para não se mover durante o ciclo de enxágue.
A nova invenção substitui o bloco de concreto por um recipiente de plástico preenchido com água - mas apenas quando a máquina está no local de uso.
A equipe da Universidade de Nottingham Trent, no Reino Unido, diz que a mudança torna a máquina mais fácil e barata de ser transportada. Ao substituir o concreto pelo contêiner vazio, o peso da máquina é reduzido em um terço.
Se a mudança se tornasse padrão, ela diminuiria o peso de caminhões carregando as máquinas e, por sua vez, cortaria emissões de carbono.
A pesquisa sugere que, com cerca de 3,5 milhões de máquinas de lavar são vendidas anualmente no Reino Unido, o dispositivo poderia cortar em mais de 44 mil toneladas por ano a emissão de dióxido de carbono no país.
Pesquisadores substituíram bloco de concreto por contêiner de plástico que é enchido de água (Foto: BBC)Pesquisadores substituíram bloco de concreto por contêiner de plástico que é enchido de água (Foto: BBC)
Pesquisadores substituíram bloco de concreto por contêiner de plástico que é enchido de água (Foto: BBC)

'Como ninguém pensou nisso antes'

A ideia foi concebida pela companhia de design de produtos Tochi Tech Ltd, que trabalha com a universidade para encontrar soluções alternativas para fabricar aparelhos tradicionais.

Ela foi testada pelo aluno de graduação Dylan Knight, de 22 anos, que afirmou à BBC News: "Todo mundo acha que a ideia já tinha sido pensada. Ninguém consegue acreditar que não. Mas prometo que ela definitivamente funciona".
Knight explicou que uma máquina de lavar padrão tem dois blocos de concreto em sua estrutura. Para o teste, ele substituiu um deles com um contêiner de água. Como o concreto é mais denso que a água, os contêineres precisam ser maiores que os blocos, para balancear a diferença de peso.
A empresa está em discussões com fabricantes, para mostrar que não há desvantagem nessa engenhosa mudança em um produto familiar - e talvez perguntar a eles como ninguém pensou nisso antes.


Fonte:G1 e BBc Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página

Arquivo do blog