sexta-feira, 14 de julho de 2017

Polícia encontra armas, drogas e celulares em operação na Cadeia Pública de Porto Alegre

Por Giulia Perachi

Materiais encontrados pela Brigada Militar durante operação na Cadeia Pública de Porto Alegre (Foto: Giulia Perachi/RBS TV)
Materiais encontrados pela Brigada Militar durante operação na Cadeia Pública de Porto Alegre (Foto: Giulia Perachi/RBS TV)
Uma operação realizada nesta sexta-feira (14) pela Brigada Militar na Cadeia Pública de Porto Alegre, o antigo Presídio Central, encontrou diversos materiais proibidos no local. Além de equipamentos eletrônicos e drogas, foram apreendidas armas artesanais.
A polícia recolheu 87 telefones celulares, chips, cartões, 300 pedras de crack, 80 gramas de maconha, 20 facas artesanais, e outros equipamentos usados como armas: tampa de panela, cano de água, madeira e munições calibre 12, que são arremessadas dentro de preservativos.
Cerca de 400 policiais militares participaram do pente-fino no presídio, que teve as galerias esvaziadas, uma de cada vez, para que as celas pudessem ser revistadas. Durante esse período, os presos eram levados para o pátio da cadeia.
Um dia antes, durante a tradicional revista realizada às quintas-feiras, uma confusão entre presos de facções rivais foi registrada em vídeo. De acordo com as autoridades, os dois grupos provocaram-se à distância com gritos e palavrões, mas não houve confronto físico e ninguém ficou ferido.
O detento que gravou as imagens já foi identificado e está em isolamento, onde pode ficar por até 10 dias. Segundo a direção do presídio, ele responderá a um procedimento administrativo disciplinar e assinou um termo circunstanciado, por portar o celular na cadeia.
A Cadeia Pública de Porto Alegre possui 1,9 mil vagas, mas hoje concentra mais de 4,8 mil presos.

Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página

Arquivo do blog