quarta-feira, 12 de julho de 2017

Justiça do DF condena acusados de matar mãe e bebê de três anos

Por Marília Marques

Decisão foi do Tribunal do Júri de Ceilândia (DF) (Foto: Google/Reprodução)
Decisão foi do Tribunal do Júri de Ceilândia (DF) (Foto: Google/Reprodução)
A Justiça do Distrito Federal condenou três homens acusados de matar Ana Maria de Jesus Santos e sua filha, Ana Caroliny Amâncio dos Santos, que tinha três anos na época do crime. Os homicídios ocorreram em abril de 2015, na chácara 128 do Sol Nascente, em Ceilândia.
A mulher foi atingida por sete tiros, sendo três na cabeça e morreu no local. A criança, que estava no colo da mãe, foi atingida duas vezes no peito. Ela chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros, mas morreu no hospital.
De acordo com as investigações, o comerciante Sérgio de Oliveira é o mandante do crime. Ele foi condenado esta semana a 21 anos de prisão em regime fechado pela morte da mulher. Para o Ministério Público (MP), o crime foi motivado por vingança devido a um desentendimento na venda irregular de lotes em Ceilândia.
Ainda de acordo com o MP, os réus também usaram recurso que dificultou a defesa das vítimas e empregaram “meio cruel”, devido ao elevado número de disparos.
Ao portal G1, a defesa de Sérgio de Oliveira disse que vai recorrer. Os outros dois réus, Wellington Silva e Rodrigo da Silva, também foram condenados a 21 e a 18 anos de prisão, respectivamente, pelos assassinatos da mãe e da criança. Eles são acusados de serem os executores do crime.

Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página

Arquivo do blog