quarta-feira, 12 de julho de 2017

Força-tarefa da Lama Asfáltica consegue bloqueio de R$ 314,5 milhões de investigados, diz MP-MS

Por Alysson Maruyama




A força-tarefa da Lama Asfáltica conseguiu o bloqueio de R$ 314, 5 milhões e ainda espera o julgamento de outros dois pedidos de indisponibilidade de bens de suspeitos investigados na operação. Um dos valores é de R$ 1, 5 bilhão e outro de R$ 272.1 milhões. Ao todo, a meta dos procuradores é devolver mais de R$ 2 bilhões aos cofres públicos.

"Esse dinheiro não pertence a uma pessoa específica. Ele pertence á comunidade, aos cidadãos. tem que reverter pra saúde, segurança, enfim, tem que reverter para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos sul-mato-grossenses", afirmou Paulo Passos, procurador-geral de Justiça.
Os números fazem parte de um balanço divulgado pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MP-MS) sobre a operação Lama Asfáltica. Criada em 2015, a força-tarefa processa atualmente 180 pessoas físicas e 39 pessoas jurídicas. Durante esse mesmo tempo, foram colhidos 389 depoimentos e expedidas cerca de 237 requisições de documentos.
Em dois anos de trabalho foram abertos setenta e três processos que resultaram até agora em quarenta e nove ações judiciais, sendo vinte e sete por improbidade administrativa, oito ações penais e catorze cautelares.
"O poder judiciario entendeu que os pedidos do Ministério Público tinham fundamento, tinham provas, tinham razões juridicas e têm concedido a todos os pedidos do ministério público, um provimento judicial favorável", afirmou Passos.
A força-tarefa envolveu o trabalho de mais de cem servidores do Ministério Público, dentre eles, cinco promotores que coordenaram os trabalhos. Com o fim da etapa de análise de documentos, a equipe vai se concentrar agora em acompanhar o andamento dos processos judiciais.

Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página

Arquivo do blog