domingo, 9 de julho de 2017

Cruzeiro faz 3 a 1 no Palmeiras, minimiza pressão e acaba com série do adversário

Por Marco Antônio Astoni




Cruzeiro e Palmeiras honraram a tradição de um dos maiores clássicos do Brasil e fizeram um grande jogo, na tarde deste domingo, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Cruzeiro venceu por 3 a 1, gols de Thiago Neves, Hudson e Élber, contra um de Willian. A partida foi recheada de lances emocionantes, além de muita técnica e garra dos jogadores dos dois times.

Thiago Neves comandou a vitória do Cruzeiro sobre o Palmeiras, no Mineirão (Foto: Agência Estado)
Thiago Neves comandou a vitória do Cruzeiro sobre o Palmeiras, no Mineirão (Foto: Agência Estado)
O resultado alça o Cruzeiro à sexta colocação do Brasileirão, com 17 pontos, além de minimizar a pressão sobre o técnico Mano Menezes, questionado por parte da torcida pelos últimos resultados. O Palmeiras, que deu adeus a uma sequência de quatro vitórias no Brasileirão (sobre Bahia, Atlético-GO, Ponte Preta e Grêmio) é o quarto, com 19. Ambos estão na zona de classificação para a Taça Libertadores.

Na próxima rodada, o Cruzeiro enfrenta o Atlético-PR, quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Arena da Baixada, em Curitiba. No mesmo horário, o Palmeiras faz o derby com o Corinthians, na Arena Palmeiras.
O jogo
O primeiro tempo foi muito equilibrado. O fato de jogar fora de casa não fez com que o time paulista adotasse postura defensiva. Por isso, os dois times buscaram o gol com a mesma intensidade. Thiago Neves era o jogador mais lúcido do Cruzeiro, enquanto Dudu comandava o Palmeiras. No momento em que a equipe visitante estava melhor em campo, os donos casa abriram o placar. Aos 31 minutos, Thiago Neves recebeu de Alisson e, quase sem ângulo, deu um toque sutil para vencer Fernando Prass.
O gol mudou o panorama do jogo, e o Cruzeiro passou a dominar as ações. Tanto que chegou ao segundo gol, dez minutos depois do primeiro. Lucas Romero bateu de longa distância, Hudson desviou no meio caminho e matou Prass. O placar de 2 a 0 foi mantido até o final da etapa inicial.
Hudson disputa bola com Dudu durante duelo entre Cruzeiro e Palmeiras (Foto: Washington Alves/ Light Press)Hudson disputa bola com Dudu durante duelo entre Cruzeiro e Palmeiras (Foto: Washington Alves/ Light Press)
Hudson disputa bola com Dudu durante duelo entre Cruzeiro e Palmeiras (Foto: Washington Alves/ Light Press)
O panorama do segundo tempo foi diferente. Cuca tirou Mayke e colocou Kena em campo. Com isso, Tchê Tchê foi para a lateral. O Palmeiras ganhou em qualidade técnica, e partiu pra cima do Cruzeiro. Aos 16 minutos, os paulistas diminuíram o placar, com uma jogada criada justamente pela direita. Roger Guedes cruzou na medida para Willian cabecear e vencer Fábio.


O Palmeiras passou o restante do jogo pressionando, buscando o empate, enquanto o Cruzeiro vivia de contra-ataques. Os lances de perigo e a emoção persistiram até o final, e quando o Palmeiras mais atacava, o Cruzeiro marcou o terceiro. Aos 46, Élber, que havia acabado de entrar, decretou números finais para o clássico.

Fonte:Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página

Arquivo do blog