quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Governo de SP lança edital de licitação para concessão de linhas de ônibus da região metropolitana


Governo quer investimentos de R$ 4,8 bi para a concessão do transporte intermunicipal



A Secretaria dos Transportes Metropolitanos, do governo de São Paulo, lançou o edital para a concessão do serviço de transporte intermunicipal - o que inclui a operação de linhas da EMTU e a manutenção de garagens e terminais. São cinco áreas operacionais, que abrangem a capital e 38 municípios da região metropolitana.
Serão mais de 500 linhas e uma frota de quase 5 mil ônibus. O governo quer que as empresas vencedoras invistam R$ 4,8 bilhões para aumentar a frota, investir em infraestrutura de terminais e sistema de bilhetagem.
Podem participar da concorrência empresas individuais ou consorciadas e grupos internacionais. O prazo para concessão será de 15 anos.
Atualmente, quatro áreas operam em regime de concessão. A Área 5, que compreende as sete cidades do ABC, opera por sistema de permissão e é uma das mais problemáticas.
Ônibus da EMTU em São Paulo (Foto: Reprodução/TV Globo)Ônibus da EMTU em São Paulo (Foto: Reprodução/TV Globo)
Ônibus da EMTU em São Paulo (Foto: Reprodução/TV Globo)
A Área 5 tem um histórico de greves por falta de pagamento e reclamações pelos maus serviços prestados. As empresas são do grupo de Baltazar José de Sousa. Ele sempre justificou a precariedade do serviço com a falta de repasses pela EMTU de novas gratuidades a idosos e estudantes, concedidas desde 2015. Já para a EMTU é Baltazar quem deve para o governo do estado.


A EMTU já tentou por seis vezes licitar a Área 5, sempre sem sucesso. Os empresários do ABC desistiam das licitações alegando que a região tem mais custos que as outras quatro áreas da Grande São Paulo.
A sessão pública para recebimento e abertura das propostas será no dia 21 de novembro, às 11h, na sede da EMTU.
Fonte:G1

Confira o teaser do filme de Historietas Assombradas

No dia 2 de novembro chega aos cinemas "Historietas Assombradas - O Filme", longa-metragem baseado na série brasileira "Historietas Assombradas (Para Crianças Malcriadas)".

A animação possui direção de Victor-Hugo Borges, com produção do Copa Studio. Confira abaixo o primeiro teaser trailer:

 

Fonte:Info Animation

Twitter diz que apagou quase 300 mil contas no 1º semestre por 'promoção de terrorismo'

Logo na sede do Twitter (Foto: Marisa Allegra William/Twitter/Divulgação)
Logo na sede do Twitter (Foto: Marisa Allegra William/Twitter/Divulgação)

O Twitter disse que seus controles internos estão lhe permitindo apagar contas usadas para a "promoção de terrorismo" antes mesmo de pedidos governamentais para encerrá-las.

Os governos europeus e dos Estados Unidos têm pressionado empresas de redes sociais, incluindo Twitter, Facebook e Google, a combater a radicalização online, principalmente por grupos islâmicos violentos.

Combate ao terror nas redes sociais

O Twitter disse que removeu 299.649 contas no 1º semestre de 2017 por "promoção de terrorismo", uma queda de 20% em relação ao semestre anterior, embora a empresa não tenha dado motivos para a queda. Três quartos dessas contas foram suspensas antes da primeira publicação.
Menos de 1% das contas suspensas foram em decorrência de pedidos governamentais, disse a rede social, enquanto 95% foram resultado dos esforços internos da empresa para combater o conteúdo extremista com "ferramentas próprias", uma alta de 74% em relação ao seu último relatório de transparência divulgado semestralmente.
O Twitter define "promoção de terrorismo" como ativamente incitar ou promover violência "associada com organizações internacionalmente reconhecidas como terroristas". Segundo a empresa, foram removidas 935.897 contas entre 1º de agosto de 2015 e 30 de junho de 2017 por promover terrorismo.
A rede social disse que recebeu cerca de 3% a mais de ordens judiciais para remover conteúdo publicado pelos usuários no primeiro semestre deste ano, em comparação com os últimos seis meses de 2016.
Cerca de 90% dos pedidos de remoção vieram da Turquia, Rússia, França e Alemanha. O relatório de transparência ainda mostrou que a Turquia representou 45% de todos os pedidos feitos no mundo.


Fonte:G1

'My Little Pony: O Filme' ganha novo trailer

A Hasbro divulgou um novo trailer de "My Little Pony: O Filme", animação produzida em parceria com o estúdio Lionsgate e a produtora canadense DHX Media. No Brasil o longa será lançado nos cinemas no dia 5 de outubro pela distribuidora Paris Filmes.

Dirigido por Jayson Thiessen (My Little Pony: Equestria Girls), o filme levará para as telonas os personagens da série "My Little Pony: A Amizade é Mágica", desenho animado exibido na TV pelo Discovery Kids.


Fonte:Info Animation

Taylor Swift é processada por plágio da letra de 'Shake it off'

Taylor Swift prometeu voltar para um um show 'melhor e maior' (Foto: Alexandre Durão / G1)
Taylor Swift prometeu voltar para um um show 'melhor e maior' (Foto: Alexandre Durão / G1)

Taylor Swift é alvo de um processo que a acusa de plágio nas letras da canção "Shake it off", single do álbum "1989", de 2014. Segundo a revista "The Hollywood Reporter", os autores da ação são Sean Hall e Nathan Butler, que escreveram a canção "Playas gon' play", lançada pelo grupo 3LW em 2001.

No processo, eles alegam que versos presentes na música de Swift infringem os direitos autorais de sua obra.
"A combinação de jogadores jogando (playas/players playing) com odiadores odiando (hatas/haters hating) podem parecer linguagem comum hoje em dia. No entanto, em 2001 era completamente original e único", afirma o advogado dos autores.
"Assim sendo, 'Playas gon' play apresenta proeminentemente a sequência de quatro pessoas (playas, haters, callers e ballers) que praticam quatro atividades (playing, hating, calling e balling). Os queixosos foram os primeiros a colocar tal sequência juntos usando os termos jogadores (playas) e odiadores (haters)."
Hall e Butler dizem que a música de Swift copia a sequência em quatro partes das letras, substituindo "callers" e "ballers" por "heartbreakers" e "fakers".
Segundo eles, é prática comum da indústria pedir permissão aos donos dos direitos autorais mesmo que os versos não sejam repetidos exatamente.
"Esta é uma alegação ridícula e nada mais que uma tentativa de ganhar dinheiro. A lei é simples e clara. Eles não têm um caso", afirmou um porta-voz da cantora.
Swift já ganhou um caso parecido em 2015, quando Jesse Braham acusou a cantora de copiar parte de uma canção sua, "Haters gone hate".


Fonte:G1

terça-feira, 19 de setembro de 2017

TV Cultura exibirá desenhos animados da Turma da Mônica

A TV Cultura fechou uma parceria com a Mauricio de Sousa Produções para exibir em sua programação os desenhos animados "Turma da Mônica" e "Mônica Toy".

O contrato terá duração de dois anos, e as animações estreiam no canal em outubro na semana do Dia das Crianças.


Fonte:Info Animation

Linkin Park lança clipe de 'One More Light' em homenagem a Chester Bennington

Cena de clipe de
Cena de clipe de "One More Light", do Linkin Park (Foto: Reprodução)
Linkin Park está organizando um show em homenagem Chester Bennington. O cantor do grupo foi encontrado morto em sua casa em 20 de julho. A apresentação está marcada para o dia 27 de outubro, em Los Angeles (EUA), e vai reunir amigos do grupo.
Mas, antes disso, a banda preparou outra homenagem ao cantor e lançou o clipe de “One More Light”. O vídeo traz diversas cenas de Chester com a banda no palco, além de imagens de bastidores, que incluem tanto momentos em camarim como aeroportos e viagens do grupo. Assista ao vídeo.
A música é faixa-título do sétimo álbum do grupo, lançado em maio de 2017.
“Foi emocionalmente incrível trabalhar nisso, e especialmente, assistir. Sinto que ao fazê-lo, nós não somente encaramos alguns dos nossos maiores medos, mas isso nos permitiu usarmos nosso talento para trazer alguma luz para as pessoas que precisam disso”, afirmou Joe Hahn, DJ do Linkin Park
“‘One more Light’ foi escrita com a intenção de enviar amor para quem perdeu alguém. Agora nos encontramos como receptores. Chester, estamos muito agradecidos e não podemos esperar por vê-lo novamente”, afirmou Mike Shinoda.

Fonte:G1

DreamWorks anuncia data de estreia de ‘Os Croods 2’

Após adiamentos e até um possível cancelamento, a sequência de "Os Croods" está confirmada e ganhou data de estreia.

O estúdio DreamWorks Animation e a Universal Pictures anunciaram que o filme será lançado nos cinemas dos estados Unidos no dia 18 de setembro de 2020.

"Os Croods 2" terá direção de Chris Sanders e Kirk De Micco. Lançado em 2013 e indicado ao Oscar, o primeiro longa da franquia custou US$ 135 milhões e arrecadou US$ 585,1 milhões mundialmente.


Fonte:Info Animation

Câmara rejeita mudar sistema eleitoral atual para o 'distritão'

Por Fernanda Calgaro

Imagem mostra os deputados reunidos no plenário nesta terça (19) para discutir a reforma política (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)
Imagem mostra os deputados reunidos no plenário nesta terça (19) para discutir a reforma política (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

A Câmara dos Deputados rejeitou nesta terça-feira (19) a proposta que transformava o atual sistema eleitoral no "distritão" em 2018 e no "distrital misto", em 2022. A mudança valeria para escolha de deputados e vereadores.

Pelas regras atuais, deputados federais, estaduais e vereadores são eleitos no modelo proporcional com lista aberta. A eleição passa por um cálculo que leva em conta os votos válidos no candidato e no partido. Esse cálculo chama quociente eleitoral. O modelo permite que os partidos se juntem em coligações.
Pelo cálculo do quociente, é definido o número de vagas que cada coligação terá a direito, elegendo-se, portanto, os mais votados das coligações.
Pelo "distritão", cada cidade ou estado passaria a ser considerado um distrito e seriam eleitos os candidatos a vereador e a deputado que recebessem mais votos.
Após meses de negociações, o texto foi colocado em votação no plenário nesta terça mesmo sem consenso entre as legendas. Na semana passada, a proposta chegou a ser discutida, mas a sessão foi encerrada já na madrugada por falta de quórum.
Os líderes partidários da Câmara decidiram nesta terça colocar o texto em votação novamente, mesmo sem concenso, com o objetivo de encerrar as discussões sobre o tema fosse com a aprovação ou rejeição da proposta.
A proposta teve o apoio de PMDB, PP, PTdoB, PSDB, PSD, DEM, Pode e SD. Partidos como PT, PR, PSB, PRB, PDT, PTB, PROS, PSL, PCdoB, PPS, PHS, PV, PSOL e PEN orientaram as bancadas a votar contra o texto.

Fundo eleitoral

A Proposta de Emenda à Constituição discutida nesta terça também cria um fundo eleitoral para financiar campanhas eleitorais. Mas, como os deputados decidiram fatiar a votação da PEC, analisando item por item, o trecho sobre o fundo não será analisado nesta terça.
A estratégia dos partidos é incluir esse fundo em um projeto de lei comum, cuja tramitação é mais rápida. A expectativa é que esse novo texto seja votado já nos próximos dias.

Os parlamentares têm pressa porque, para as mudanças podem valer nas eleições de 2018, têm de ser aprovados até um ano antes das eleições, ou seja, até 6 de outubro.
Congresso corre contra o tempo para aprovar novas regras eleitorais

Cláusula de barreira e fim das coligações

Os partidos ainda buscam concluir a votação de outra proposta da reforma política, a que cria uma cláusula de barreira (ou cláusula de desempenho) para os partidos terem acesso a recursos fundo do partidário conforme o número de parlamentares eleitos. Essa proposta também põe fim às coligações.
O texto-base foi aprovado no último dia 5 de setembro em primeiro turno, mas os deputados ainda precisam analisar destaques com sugestões de alterações.
Passada essa fase, a Câmara terá votar a proposta em segundo turno e, se aprovado, o projeto seguirá para o Senado.
Fonte:G1

Total de visualizações de página

Arquivo do blog